21/05/2024

ANNA TORRES APRESENTA “A CIGARRA AUTISTA” NO TAA NESSE DOMINGO (14.04)

Musical defende o respeito, a inclusão e a valorização dos autistas e pessoas com deficiência

Em uma curta temporada no Brasil e após brilhar em São Paulo em uma homenagem ao músico, compositor e um dos “papas” da Bossa Nova Roberto Menescal; a cantora, instrumentista e compositora maranhense radicada na França Anna Torres, veio a São Luís para uma apresentação muito especial do musical infantil de sua autoria “A Cigarra Autista”, nesse mês de abril que é dedicado à causa das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

O espetáculo foi viabilizado graças ao patrocínio do Grupo Potiguar, via Lei Estadual de Incentivo à Cultura e terá uma única apresentação nesse domingo (14.04) às 17H no Teatro Arthur Azevedo. Esse show é gratuito, mas será fechado para convidados muito especiais: Crianças e jovens com autismo e pessoas com deficiência, indicados por entidades e associações. Vale destacar que o musical conta com o apoio do Litorânea Praia Hotel; Dolcce Grill; Orlando Cabelereiros e das entidades de autistas AMA (Associação dos Amigos dos Autistas) e AMMAR (Associação de Mulheres e Mães de Autistas do Maranhão).

Dona de uma potência vocal diferenciada e já comparada às grandes divas do jazz mundial, a cantora Anna Torres é literalmente do mundo, e tem feito sucesso a partir da França onde mora há mais de vinte anos, em diversos países e projetos culturais. Sua vibrante trajetória musical tem rendido prêmios importantes como a distinção “Os Melhores do Brasil no Mundo” entregue em Londres em 2023; e neste ano o prêmio “Mamacitas Latinas” entregue em Paris e o “Award Suisse”, destaque da revista suíça Network, ambos conquistados nesse mês de abril, só para citar algumas grandes premiações dessa maranhense no mundo. Ela também está diretamente envolvida nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Paris 20204, sendo a única cantora brasileira com uma música selecionada na mostra “Paris, Um Centenário Olímpico”. A canção em parceria com Marco Duailibe é “Um Mundo Diferente”, mesmo título também do EP lançado pela cantora para celebrar a força e a resiliência dos atletas, em especial aqueles que além dos recordes olímpicos, também são verdadeiros heróis ao vencerem os preconceitos e as barreiras do cotidiano, fazendo da deficiência um trampolim para a superação e vitória.

Mesmo com essa agenda tão cheia, Anna Torres fez questão de voltar ao Maranhão para apresentar o espetáculo que já foi sucesso de público e crítica por onde passou, a exemplo de Paris e Rio de Janeiro. A cantora está animada também em poder cantar para pessoas com deficiência que estão se mobilizando em caravanas para virem de comunidades e diversas cidades maranhenses até a capital só para vivenciarem essa experiência que além de música de qualidade, promete deixar como legado uma mensagem de força e de empoderamento a todos os autistas, pessoas com deficiência em geral e seus familiares.

“Esse projeto é muito especial para mim e tem como força catalizadora e inspiração maior a minha amada filha Mariana, que é autista. Mas precisamos reforçar que essa causa não é só de algumas mães, mas sim de todos. Precisamos nos unir, para que tenhamos um mundo mais digno. Essa é a nossa proposta e mesmo com tantas dificuldades para realizar esse espetáculo, estou feliz em poder apresentá-lo no Teatro Arthur Azevedo para não apenas entreter, mas acima de tudo, deixar uma mensagem de força e de empoderamento aos autistas e pessoas com deficiência em geral. Estamos articulando a vinda de caravanas de entidades maranhenses do interior, e tudo isso só foi possível graças à sensibilidade do Grupo Potiguar, empresa maranhense que realmente prestigia a cultura e defende a causa da pessoa com deficiência na prática, e a quem sou muito grata, assim como ao Governo do Estado” destacou Anna Torres.

UM ESPETÁCULO SOBRE RESPEITO ÀS DIFERENÇAS, SUPERAÇÃO E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

Com as participações especiais do cantor autista Vinícius Porto, das bailarinas Dandara e Taila, e de Regina Oliveira, percussionista e mãe de autista; o espetáculo visa sensibilizar as pessoas sobre o autismo e a necessária discussão das políticas públicas para os portadores do TEA (Transtorno do Espectro Autista), além de retratar a importância da preservação ambiental.

“Tratar todos com Respeito” essa é a principal mensagem desse projeto sempre tão atual, destaca a cantora Anna Torres. “A aceitação, possibilita o acolhimento; que é a verdadeira forma de amar o próximo. Conheço bem esse universo, pois sou mãe de uma criança autista, que foi, e sempre será a minha fonte de inspiração, para lutar pela causa” enfatiza Anna Torres.

O musical conta a história da cigarra Sibelle, autista que no seu aniversário de 18 anos, resolve se aventurar, saindo de casa para realizar o sonho de ser uma cantora profissional. No entanto, antes de conseguir realizar seu sonho, a personagem pensará em desistir por causa das diversas dificuldades da vida, sem que sucumba, no entanto, aos seus anseios, graças à ajuda do amigo Macaco-Prego Reginaldo, que, por sua vez, possibilitou-a de conhecer a Formiga Fátima, que então à ajudará em seu intento de chegar ao sucesso; empresariando a Cigarra.

Essa é uma fábula também sobre a preservação do meio ambiente e de animais em extinção, da aceitação dos outros e do amor como forma de construção de uma sociedade melhor. Tudo isso tendo como foco maior a inclusão dos autistas nas relações humanas.

Sobre a cantora Anna Torres

Anna Torres é cantora, compositora, instrumentista e escritora. Toca violão e berimbau. Nasceu em Lago da Pedra, no estado do Maranhão, vivendo nos últimos 23 anos na França com seu marido e sua filha autista Marianna, de 14 anos de idade.

Em Paris, Anna mora em Antony, na região de Île de France. Anna é reconhecida como uma estrela da música brasileira em Paris. Com uma ótima encenação, domínio de palco, um repertorio original e uma voz potente, já foi considerada pelos franceses como a Nova Diva do Jazz Brasileiro.

A artista maranhense, em suas apresentações pelo Brasil e pela Europa, mistura o jazz, o samba, o funk e a música tradicional do Nordeste do Brasil com fina harmonia e swing. Anna Torres se arriscou também na literatura, publicando com sucesso o livro infantil “A Cigarra Autista”. Ela também é uma das adaptadoras do Musical Bernadette de Lourdes e ganhadora de vários prêmios internacionais.