28/05/2024

Maranhão amplia vacinação contra dengue para mais 10 municípios

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) ampliou a vacinação contra a dengue para mais 10 municípios maranhenses. Das 40.610 doses recebidas do Ministério da Saúde, a gestão estadual remanejou 11.036 doses para o público de 10 a 14 anos das cidades de São Mateus, Timon, São João dos Patos, Monção, São Pedro dos Crentes, Barra do Corda, Bacabal, Imperatriz, Sítio Novo e Santa Luzia do Paruá.

“O principal motivo para o fortalecimento da ação nos municípios se deve ao fato de que o público-alvo é o que concentra a maior proporção de hospitalização pela doença. Além disso, a iniciativa também tem como objetivo otimizar a cobertura vacinal em áreas com maior incidência em caso provável de dengue no estado”, disse a chefe do Departamento de Imunização da SES, Halice Figueiredo.

Os critérios para seleção dos municípios foram os mesmos estabelecidos quando da distribuição dos primeiros lotes: regiões de saúde com municípios de grande porte com alta transmissão nos últimos dez anos e população residente igual ou maior a 100 mil habitantes, levando também em conta altas taxas de transmissão nos últimos meses.

Em São Luís, as pessoas com 10 a 14 anos contam ainda com as salas de vacinação da rede estadual de saúde instaladas em quatro unidades da Rede Estadual de Saúde para apoiar a mobilização: as Policlínicas Vinhais, Cidade Operária, Vila Luizão e o Hospital Dr. Genésio Rêgo (Vila Palmeira). O esquema vacinal é de duas doses, com intervalo de três meses entre a primeira e a segunda dose. E ainda no posto de saúde ou Unidade Básica de Saúde (UBS) municipal portando documento oficial com foto, caderneta de vacinação e comprovante de residência.

Até o momento, 16.289 doses já foram aplicadas no município de São Luís; 2.608 doses aplicadas em São José de Ribamar; 2008 doses aplicadas em Paço do Lumiar; 613 doses aplicadas no município da Raposa e 532 doses aplicadas no município de Alcântara, totalizando 22.050 aplicadas nos cinco municípios.

Mais prevenção

Além da vacinação, outras ações de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses Dengue, Chikungunya e Zika Vírus. Logo, devem ser adotadas, como manter os reservatórios de água cobertos, fazer o descarte seguro do lixo em sacos plásticos fechados, além de fazer uso de repelentes enquanto medida preventiva e protetiva.