20/05/2024

MISS MARANHÃO GAY SERÁ REALIZADO NESTE SÁBADO EM SÃO LUÍS

Neste sábado, dia 27 de abril, às 21h, no Clube do BASA, acontecerá o concurso que elegerá a @miss.maranhao.gay.oficial 2024.Os ingressos estão à venda na Bilheteria Digital. No dia do evento estarão disponíveis também na bilheteria do local a partir das 19h. A festa será transmitida para todo Brasil pelo seu canal no youtube http://www.youtube.com/@miss.maranhao.gay.oficial

Na programação, além do desfile haverá várias apresentações de transformistas performáticos vindo de várias partes do Brasil. Participação especial da atual Miss Brasil Gay, Muriel Lorensoni, eleita em 2023, na cidade de Juiz de Fora. Um transformista paranaense, doutor em Estudos de Cultura Contemporânea pela Universidade Federal de Mato Grosso, que tem viajado o Brasil inteiro usando esse lugar de fala para levar uma mensagem transformadora e estimulante à comunidade LGBTQIAPN+ historicamente excluída e segregada no Brasil.

Presentes também a maranhense Ariely Duailibe, atual miss Brasil Trans, eleita em novembro de 2023, na cidade de São Paulo representando o Maranhão e Monique Skaranze atual Miss Brasil Gay Versão Bahia, cearense que também venceu a edição nacional representando o Maranhão em Salvador, em novembro de 2023.

Destaque ainda para os artistas performáticos do eixo Rio/São Paulo, Alexandre Hakan, Marcinha do Corinto e Lizandra Brunelli e dos artistas locais Bia Maranhão, Surama Wilker, Suzane D’Castro, Luana Phaifer, Lunna Mitchel, Valeska Furtado, Yanna Biankini e Dalma Calado.

Abrilhanta a festa ainda, a pernambucana Antonia Gutierez, ex Miss Brasil Gay de 2019 e André Pavan, diretor artístico e coordenador nacional do Miss Brasil Gay Oficial.

A festa tem o patrocínio da Prefeitura Municipal do São Luís, por meio da SECULT e o apoio cultural do vereador Astro de Ogum, parlamentar de São Luís que há mais de 20 anos apoia e incentiva este evento, que é uma das maiores festas da comunidade LGBTQIAPN+ do estado.

O Miss Maranhão Gay, concurso realizado há 44 anos, se transformou em um dos maiores eventos de beleza do Maranhão. Ao longo desses anos resistiu e enfrentou muitas dificuldades e truculências. Suas primeiras edições, na época da ditadura militar, foram feitas em sítios particulares, na região da ponta d’areia, somente para convidados. Após a redemocratização, em 1985, a festa ganhou feições públicas, porém realizada nos guetos. Somente em 2014, há exatos 10 anos, quando passou a ser feita na Panetti Bufett, a festa chega às melhores casas de eventos da cidade, se tornando um dos maiores espetáculos locais de arte e beleza transformista.