27/05/2024

Realizada primeira teleconsulta do HU-UFMA após implantação do Serviço de Sistema de Telemedicina e Telessaúde (STT)

São Luís (MA)- A aposentada, Eva de Lima Barbosa Pereira, 53 anos, realiza hemodiálise no Hospital Universitário da UFMA (HU-FMA/Ebserh) há 10 anos. Uma rotina de vai e vem, que inclui não só as sessões de 4h na máquina, mas também consultas com diversos especialistas. Quando ela soube da possibilidade de fazer algumas dessas consultas sem sair de casa, não escondeu a felicidade. Esse avanço foi graças ao início do Teleatendimento no HU-UFMA, que teve na tarde desta terça-feira (09), sua primeira consulta realizada, após a implantação do Serviço de Sistema de Telemedicina e Telessaúde (STT).

Diretamente do Centro de Prevenções de Doenças Renais, prédio anexo do Hospital, a enfermeira Flávia Costa, do Ambulatório de Pré-transplante renal, pôde realizar o atendimento da paciente Eva, que neste dia não precisou se deslocar para o HU-UFMA. “Estou muito satisfeita, muito grata a Deus por essa oportunidade, porque facilita muito para os que precisam, como eu. Só o fato de não ter que sair de casa é uma maravilha. Estão todos de parabéns!”, afirmou empolgada.

Representando os avanços do HU-UFMA na área da saúde digital, o STT foi possível após adequações no Sistema de Gestão para Hospitais Universitários, o AGHUX, que passou a incorporar o módulo de telessaúde. O AGHUX é a plataforma em que estão os prontuários online dos pacientes e eles são integrados a todos os sistemas dentro do próprio hospital. O desenvolvimento e implementação do Teleatendimento é de responsabilidade da Unidade de E-Saúde, que juntamente com outros setores articulou essa nova estrutura.

“É um serviço que está sendo implementado diante das necessidades mundiais atuais e que vieram à tona durante a pandemia. Vários setores do hospital estão envolvidos além de nós, a exemplo do Setor de Gestão de Processos e Tecnologia da Informação (SGPTI); da Unidade de Regulação Assistencial; da Unidade de Ambulatórios; Gerência de Atenção à Saúde; Superintendência; entre tantos outros”, explicou a chefe da Unidade de E-Saúde, Maryanne Miranda Matias.

No HU-UFMA, os teleatendimentos serão iniciados pelas consultas de retorno, devido à possibilidade de explicar na consulta inicial, sobre a modalidade do atendimento on-line e conferir com o paciente se é possível para ele. Dessa forma, na última consulta presencial, Eva assinou o termo de consentimento livre e esclarecido e recebeu as orientações sobre a possibilidade de fazer a consulta nessa modalidade. De imediato, ela aceitou.

“A primeira coisa que ela me perguntou foi: Não vou ter que ir aí? Vai ser da minha casa? Ela achou maravilhoso. Elogiou muito e isso nos deixa muito felizes. É um ganho muito grande para o paciente, pois sabemos da dificuldade deles, tanto os que moram em São Luís, mas principalmente os que moram no interior do estado. Foi um grande passo para a instituição e para a população”, pontuou a enfermeira Flávia.

Para tanto, o Hospital montou uma estrutura de computadores autorizados para atendimento ambulatorial online, duas telas, webcam e fones com microfones. Cada setor autorizado a realizar a teleconsulta possuirá uma sala montada nos mesmos moldes. Quanto aos pacientes, a modalidade de atendimento é oferecida aos que atendem aos critérios necessários.

“Ele precisa saber manusear o seu celular/computador ou ter alguém que o auxilie com isso. Além disso, não pode necessitar de exame físico para o diagnóstico ou apresentar sinais clínicos de urgência/emergência. Nesse último caso, o atendimento deve ser presencial obrigatoriamente” esclareceu, Maryanne. Ela acrescentou ainda, que as próximas implementações serão as teleconsultas de enfermagem no pré e pós-cirúrgico e no atendimento médico da Gastroenterologia.

“Acredito que essa modalidade de atendimento, além de facilitar a vida do paciente, aumentará a aderência às consultas, com todo o impacto que isso representa.
Por exemplo, na consulta pré-cirúrgica, a orientação adequada do paciente antes do procedimento aumenta as chances de internação com todo o preparo necessário, o que minimiza o cancelamento das cirurgias e ocupação desnecessária de leitos”, finalizou.

Sobre a Ebserh

O HU-UFMA faz parte da Rede Ebserh desde 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 41 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) ao mesmo tempo que apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas e inovação.