27/05/2024

Sampaio Corrêa volta a vencer o Imperatriz e avança à final do Maranhense

SÃO LUÍS – O Sampaio Corrêa confirmou a vaga na decisão do Campeonato Maranhense na noite desta terça-feira (9), com uma grande atuação diante da torcida tricolor no Estádio Castelão. Mesmo em vantagem na semifinal diante do Imperatriz, após vitória por 2 a 0 na partida de ida no Frei Epifânio, a Bolívia Querida não quis saber de administrar o resultado, derrotou o Cavalo de Aço por 3 a 0 no segundo confronto e carimbou, de maneira incontestável, a vaga na final do Estadual.

Sem dar qualquer possibilidade de reação ao Imperatriz, o Sampaio Corrêa precisou de apenas quatro minutos para abrir o placar no Castelão: após cruzamento de Edrean, João Felipe cabeceou com categoria e marcou o primeiro gol da Bolívia Querida na segunda partida das semifinais. Mantendo a intensidade ofensiva, o Sampaio contou com mais um gol de João Felipe aos 32 minutos, aproveitando a assistência precisa de Bruno Baio. Já na segunda etapa, o artilheiro Bruno Baio contou com passe de Ferreira para fechar o placar pelo Sampaio e marcar o seu 10º gol no Maranhense, disparando na artilharia do torneio.

Com as duas vitórias sobre o Imperatriz, o Sampaio Corrêa está classificado para a decisão do Campeonato Maranhense e permanece na briga pelo 37º título estadual. De quebra, a Bolívia Querida está classificada para a Copa do Brasil de 2025 e garante, no mínimo, a presença na fase preliminar da próxima Copa do Nordeste. Já o Imperatriz, com a eliminação nas semifinais, só volta a campo em 2025 e vive a expectativa pela presença em uma competição nacional na próxima temporada, o que vai depender da classificação final do Estadual e da confirmação da terceira vaga do Maranhão na Copa do Brasil.

Na final do Campeonato Maranhense, o Sampaio Corrêa enfrentará o vencedor de Maranhão Atlético e Tuntum, que voltam a se enfrentar nesta quinta-feira (11), após vitória tuntunense por 1 a 0 no jogo de ida. Assim que o rival da Bolívia Querida for definido, a Federação Maranhense de Futebol (FMF) divulgará as datas, horários e locais das partidas que decidirão o Estadual de 2024.

O jogo

Precisando de uma vitória elástica para se classificar, o Imperatriz até tentou avançar as suas linhas e incomodar o Sampaio Corrêa, mas a Bolívia Querida precisou de apenas quatro minutos para jogar uma ducha de água fria nas pretensões do Cavalo de Aço: após cruzamento de Edrean, João Felipe apareceu livre na grande área, cabeceou por cima de Régis e abriu o placar para o Tricolor. Sem diminuir o ritmo, o Sampaio voltou ao ataque com seis minutos, após Bruno Baio receber passe na grande área, arriscar o chute e parar em defesa de Régis.

Totalmente à vontade, o Sampaio Corrêa continuou no ataque, enquanto o Imperatriz se limitava a defender as investidas tricolores. Aos 21 minutos, Lucas Lopes fez o cruzamento na medida para Bruno Baio, que cabeceou sozinho, mas mandou a bola pela linha de fundo. Já aos 32, o Sampaio chegou ao segundo gol: após belo passe de Edrean, Bruno Baio serviu João Felipe, que dominou a bola na grande área e bateu na saída de Régis para ampliar a vantagem do Tubarão.

Mesmo com a classificação encaminhada, o Sampaio Corrêa não tirou o pé e manteve a pressão no campo de ataque. Aos 37 minutos, Edrean cobrou lateral na grande área, Franklin ganhou a disputa com a zaga do Imperatriz e chutou, para defesa de Régis. Já aos 38, Edrean cobrou escanteio, a defesa do Cavalo de Aço afastou mal, e Thallyson arriscou o chute forte na sobra, obrigando Régis a se esticar todo para fazer mais uma defesa difícil.

Já conformado com a eliminação, o Imperatriz voltou para o segundo tempo focado em diminuir o prejuízo diante do Sampaio Corrêa. Aos quatro minutos, Dico Quixadá cobrou escanteio, Rafael Araújo conseguiu o desvio, e Felipe teve dificuldade para fazer a defesa. A iniciativa do Cavalo de Aço, porém, sofreu mais um duro golpe aos sete minutos: após chute cruzado de Ferreira, Bruno Baio apareceu livre na grande área e marcou o terceiro gol do Sampaio.

Com o 3 a 0 no placar, o Sampaio Corrêa diminuiu o ritmo, mas não saiu do campo de ataque, onde passou a administrar a posse de bola, com o objetivo de encontrar espaços na defesa do Imperatriz. Aos 22 minutos, Pimentinha fez bela jogada individual e arriscou o chute colocado, mas a bola bateu na trave direita de Régis e saiu pela linha de fundo.

Na reta final de partida, Sampaio Corrêa e Imperatriz protagonizaram poucas emoções: o único lance de maior destaque ocorreu aos 29 minutos, com a expulsão de Rafael Araújo, zagueiro do Imperatriz, após falta dura sobre Cebolinha. Depois disso, o Sampaio apenas administrou o placar até o apito final, confirmando a sua classificação para a final do Campeonato Maranhense.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Felipe; Lucas Lopes, Franklin, Cortez e Thallyson; Pablo Oliveira (Evandro), Ferreira (Maurício) e Rafael Luiz (Eloir); João Felipe, Edrean (Pimentinha) e Bruno Baio (Cebolinha). Treinador: Thiago Gomes

IMPERATRIZ: Régis; Fabrício, Erivelton (Carlos Índio), Rafael Araújo e Luciano Índio (Doda); Madson (Gleidson), Derlan e Jardisson (Dico Quixadá); Wellington Junior, Café (Gutti Ribeiro) e Brunão. Treinador: Reginaldo França