28/05/2024

Carnaval 2025: saiba que escolas de samba já definiram seus enredos

Seis escolas das 12 escolas de samba do Grupo Especial definiram seus enredos para o carnaval 2025. São elas: a Acadêmicos do Grande Rio, Beija-Flor de Nilópolis, Imperatriz Leopoldinense, Portela, Paraíso do Tuiuti e Unidos da Tijuca. Nesta sexta-feira, a Paraíso do Tuiuti anunciou que contará a história de Xica do Manicongo, considerada a primeira travesti do Brasil.

Acadêmicos do Grande Rio

A escola de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, terá o Pará como enredo de 2025. Os carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora repetirão a parceria. Em fevereiro, Helder Barbalho, governador do estado, fez o anúncio. Milton Perácio, fundador e presidente-administrativo da escola, deu a confirmação antes do desfile da agremiação na Avenida este ano. Em 2024, a Grande Rio ficou em terceiro lugar, atrás de Imperatriz Leopoldinense e da campeã Unidos do Viradouro.

Beija-Flor

A Beija-Flor de Nilópolis contará a história de Luiz Fernando Ribeiro do Carmo, o Laíla, que morreu em junho de 2021 por complicações da Covid. Ele foi o responsável por uma sequência de títulos da Azul e Branco entre os carnavais de 1998 e 2018. A Beija-Flor foi campeã em 1998, 2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2011, 2015 e 2018, anos em que Laíla tinha a função de diretor de carnaval.

Imperatriz Leopoldinense

Em março, a Imperatriz Leopoldinense anunciou que terá um mito yorubá como tema de seu carnaval. Agremiação aposta na história resguardada pelo Itã que narra a ida de Oxalá ao reino de Oyó para visitar Xangô.

Portela

Milton Nascimento, que assistiu aos desfiles de 2024 na Marquês de Sapucaí, será o tema do carnaval da Portela em 2025. A homenagem será feita com o título “Cantar será buscar o caminho que vai dar no sol”. Em seu Instagram, o cantor disse:

“É com muita emoção que aceitei o convite da Portela para que a minha história seja retratada no maior espetáculo da Terra. Que honra ser homenageado pela escola com mais títulos na história, a Majestade do Samba! Vejo vocês na avenida! ‘A nossa procissão sai de Madureira, e é a estrada que vai fazer o sonho acontecer!'”

Paraíso do Tuiuti

— O título do enredo é uma provocação. A quem interessa apagar a história de Xica Manicongo? Ela foi transgressora em sua trajetória, foi fichada pela Santa Inquisição e virou símbolo de luta das pessoas trans — diz Vasconcelos.

A escola de São Cristóvão definiu seu tema nesta sexta-feira. “Quem tem medo de Xica Manicongo?” é o título do enredo que trata da história da considerada a primeira travesti do Brasil. O tema será desenvolvido pelo carnavalesco Jack Vasconcelos.

Unidos da Tijuca

A Azul e Amarelo contará a história de Logunedé, fruto da história de amor entre Oxum e Oxossi. No Instagram da escola de samba, o tema foi explicado: “Rio que corre na mata. Num tempo, ele caça; no outro, dança no fundo do rio. Em uma mão, o ofá de Inlé; na outra, o abebé de Ipondá. O caçador e a senhora dos rios e cachoeiras. Metade pai, metade mãe. Tem a bravura do guerreiro e a beleza da iabá do ouro. Santo menino de nobreza ijexá que os mais velhos reverenciam. Em 2025, a Tijuca é Logunedé!”. Edson Pereira será o carnavalesco responsável.

Integrarão o Grupo Especial do carnaval do Rio, em 2025, Unidos de Padre Miguel — campeã da Série Ouro, Viradouro, Imperatriz Leopoldinense, Grande Rio, Portela, Salgueiro, Mangueira, Beija-Flor, Mocidade Independente de Padre Miguel, Unidos da Tijuca, Unidos de Vila Isabel e Paraíso do Tuiuti.