19/05/2024

Eleitos os 12 advogados que disputarão vaga de desembargador pelo Quinto Constitucional

A seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB-MA, acaba de definir a lista dos 12 advogados que disputarão a vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do estado pelo Quinto Constitucional.

Foram eleitos:

ADVOGADAS

Ana Brandão – 3.183 votos

Lorena Saboya – 2.820

Anna Graziella – 2.681

Valéria Lauande – 2.101

Josineile Pedroza – 1.942

Alexandra Belfort – 1.746

ADVOGADOS

Flávio Costa – 3.165 votos

Gustavo Vilas Boas – 2.588

Gabriel Costa – 2.354

Diego Menezes Soares – 1.940

Hugo Passos – 1.779

Gustavo Sauaia – 1.628

Mudanças na lista – Na eleição de abril, anulada pela OAB-MA depois de uma decisão judicial que cancelou a reunião do conselho da entidade que definiria a lista sêxtupla a ser encaminhada ao Tribunal de Justiça, os 12 advogados mais votados foram:

Advogados mais votados na eleição anulada:

1. Ana Brandão 3.099 Votos
2. Gustavo Sauaia 2.791 votos
3. Lorena Saboya- 2.721 votos
4. Alessandra Belfort 2.602 votos
5. Gabriel Costa 2.521 votos
6. Diego Menezes 2.271 votos
7. Valéria Lauande 2.163 votos
8. Josineile Pedrosa 2.076 votos
9. Ana Letícia Figueiredo 2.065 votos
10. Hugo Passos 2.048 votos
11. Gilson Ramalho 1.820 votos
12. Ítalo Gustavo 1.609 votos.

Portanto, ficaram de fora na nova votação os advogados Gilson Ramalho, Ítalo Gustavo e Ana Letícia Figueiredo,

Prevista no artigo 94 da Constituição Brasileira de 1988, a vaga do quinto, nestas eleições da OAB-MA, deu o que falar.

Após abandonar a empresa anterior que teria cometido várias “inconsistências”, aponto de ensejar a anulação de todo o processo eleitoral, a direção local da OAB obteve, junto ao Conselho Federal, o patrocínio para a contratação de uma nova instituição, esta sob a responsabilidade da Universidade Federal de Santa Catarina.

SOBRE O SISTEMA HELIOS

A UFSC utiliza o Helios Voting” que nada mais é do que um sistema de código aberto reconhecido mundialmente como solução de eleição eletrônica segura pela internet”. O sistema, com auditoria e Criptografia Homomórfica garante o sigilo do voto ao eleitor – assegurou um advogado integrante da Comissão Eleitoral.

“Para se ter uma ideia da credibilidade desse sistema” – disse – a UFSC já realizou 197 eleições internas e 18 eleições externas na Procuradoria-Geral da República (PGR), Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC), OAB Santa Catarina, Associação Catarinense do Ministério Público (ACMP), Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina (IPREV) e Universidade Federal de Uberlândia (UFU)”.