18/04/2024

Flamengo demite preparador físico Pablo Fernández, que agrediu Pedro

Pablo Fernández não faz mais parte da comissão técnica do Flamengo. Como já era esperado, o clube decidiu demitir o preparador físico que agrediu Pedro com um soco no rosto após a vitória por 2 a 1 no Atlético-MG.O argentino foi comunicado da decisão no começo da noite deste domingo.

“Eu poderia começar essas palavras de mil maneiras, mas a única que realmente faz sentido é pedir desculpas. Ao Pedro, aos colegas, aos trabalhadores e ao Flamengo.

Entrei no vestiário muito chateado, querendo resolver logo a situação e fiz errado. Foi planejado que hoje seria um dia de folga. É uma pena, porque eu gostaria de poder, primeiro, falar sobre isso pessoalmente com todos os funcionários do clube. Senti-me muito magoado com uma situação e reagi da pior forma.

Estive pensando sobre o que aconteceu por horas e gostaria de poder voltar no tempo. Mas não se pode. O que existe é o presente e o futuro. Isso é pedir perdão e tentar novamente. Todas as vezes que for necessário. Lamento e gostaria de corrigir.

A alta competição geralmente tem coisas que nos fazem mal. Situações de alto estresse que nos fazem reagir e pensar mal. Não pretendo situar esse contexto como uma desculpa, mas como uma explicação.

Definitivamente, se eu tivesse divergências com o Pedro deveria tê-las resolvido em outro momento e de outra forma. Vou tentar fazer isso acontecer. Vou trabalhar para mudar e ser melhor.

Entenda o que aconteceu em Belo Horizonte:

Após as entradas de Luiz Araújo e Cebolinha, Pedro se recusou a continuar no aquecimento. O Flamengo ainda tinha uma substituião disponível. No vestiário, o preparador físico disse que Pedro o desrespeitou em público e fez cobranças ríspidas. O camisa 9 retrucou e criticou a comissão técnica de Sampaoli por estar sendo “minado” desde o início do trabalho.

Pablo Fernández não gostou da acusação, deu tapinhas e, em seguida, um soco na boca do atacante. Pedro prestou depoimento em delegacia de Belo Horizonte e passou por exame de corpo de delito, que confirmaram a agressão.