21/05/2024
Sem categoria

Grupos faltam a apresentações e frustram público em arraiais

Publicado em 27/06/2011 por blogdanielmatos

Boi de Axixá se apresenta no Canto da Cultura, na Praia Grande, onde o Boi de Maracanã deixou de dançar no último fim de semana


O numeroso público que vem prestigiando os festejos juninos de São Luís tem saído frustrado de vários arraiais por causa das frequentes lacunas nas programações. Muitas brincadeiras simplesmente tem deixado de cumprir os compromissos nos terreiros, deixando as platéias indignadas.

Muitas pessoas reclamam que o problema tem sido corriqueiro nos arraiais do São João do Maranhão, promovido pelo Governo do Estado. Um empresário do ramo de eventos, que diariamente frequenta os arraiais montados na Praia Grande, conta que no último sábado milhares de pessoas ficaram indignadas porque o Boi de Maracanã, principal atração da noite no Canto da Cultura, simplesmente não apareceu para se apresentar. “Com a falta, a organização do arraial teve que encerrar a programação mais cedo”, relatou.

Nos arraiais montados em bairros a situação se repete. Nos terreiros instalados nos Vivas do Bairro de Fátima e Cidade Operária, cujas programações terminaram no último fim de semana, o público também deixou de assistir a algumas apresentações porque as brincadeiras não cumpriram os compromissos.

O grupo folclórico que não comparece a uma ou mais apresentações nos arraiais do São João do Maranhão está passível de perder o cachê. Isso porque os representantes de cada brincadeira são obrigados a assinar um documento de frequencia assim que encerram suas exibições.

Brindados com inúmeros contratos, grande parte em arraiais privados, muitos grupos, principalmente de bumba meu boi, ignoram os compromissos que assumiram com o governo, amparados em supostos apadrinhamentos políticos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.