20/04/2024

Marambaia, Príncipe de Roma e Os Coringas são campeões do Carnaval 2024 de São Luís

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e entidades representativas dos blocos tradicionais e escolas de samba da capital, promoveram, na terça-feira (27), no Teatro da Cidade, a apuração dos concursos carnavalescos dos blocos tradicionais dos grupos A e B e também das escolas de samba da capital.

Entre as escolas de samba, quem ficou em primeiro lugar foi a Marambaia, enquanto o bloco Príncipe de Roma, levou o primeiro lugar do Grupo A e Os Coringas, foi o vencedor do Grupo B. Os desfiles ocorreram no último fim de semana, na Passarela do Samba Chico Coimbra.

Campeã do Carnaval de São Luís 2024, a escola de samba Marambaia contabilizou 180 pontos, como tema “Eu andei vestido e armado com as armas de São Jorge”. Em segundo lugar ficou a Turma do Quinto, que levou 179,9 pontos com o enredo “O musical popular de Josias Sobrinho”. O terceiro lugar, a Império Serrano, que defendeu o tema “Bicentenário de Gonçalves Dias, vida e obra”, levando 179,8 pontos.

No concurso dos blocos tradicionais do Grupo A saíram vencedores as agremiações Príncipe de Roma, que levou o primeiro lugar defendendo o enredo “A saga do príncipe pela princesa baiana”, com 149,5. Os Foliões, em segundo lugar com 149,1 pontos levou para a passarela o tema “Círio de Nazaré: uma procissão de folias no Maranhão”; e Os Tremendões, que ficou em terceiro lugar, com 149 pontos pelo enredo “Eu sou assim, um alegre fofão, macacão estampado, boneca na mão”.

Do grupo B, o grande vencedor, com 149,5 pontos, foi Os Coringas. Na passarela do samba, a agremiação defendeu o tema “Seu Deco, o Cobra Criada: Dos Bastidores à Evolução do Espetáculo”. O segundo lugar ficou com o bloco Os Apaixonados, com 149,1 pontos pelo enredo “O Apaixonante Jubileu de Cristal: Um Místico Renascer do Amor”.  Já o bloco Gaviões do Ritmo levou a terceira colocação, com 149 pontos, com o tema “Reggae a Ilha do Amor”.

Critérios

Ao todo, 27 jurados (três para cada critério) compuseram a Comissão Julgadora que avaliou as escolas de samba de São Luís. Eles analisaram os critérios Mestre Sala e Porta Bandeira; Fantasia; Enredo; Bateria; Alegorias e Adereços; Evolução e Conjunto; Letra do Samba; Melodia; e Comissão de Frente.

Os blocos tradicionais, dos grupos A e B, foram julgados por uma comissão formada por 15 jurados (também três para cada critério) que deram notas para Fantasia; Ritmo; Evolução e Conjunto; Letra do Samba; e Melodia. Todos os jurados foram escolhidos por meio de edital da Secult.