22/05/2024
Sem categoria

Morre aos 82 anos, a Jornalista e colunista social Flor de Lys

LUTO NO JORNALISMO

Morreu neste domingo, aos 82 anos, a colunista social Flor de Lys, no Hospital São Domingos. A jornalista foi vítima de uma parada cardiorespiratória. Ela estava internada desde a última terça-feira. Flor sofria de Mal de Alzheimer. Seu trabalho, no Jornal Pequeno, O Imparcial e TV Difusora, fizeram dela a cronista social com mais tempo em atividade do Maranhão. Foram 55 anos dedicados ao jornalismo social e solidário.
O corpo dela está sendo velado na Central de Velórios da Pax União. O sepultamento ocorre na manhã desta segunda-feira, no cemitério da Maiobao.
Flor de Lys foi pioneira de programa social na televisão local, com recorde de permanência no ar – de 1973 a 2011. E promoveu vários eventos marcantes, como o concurso Miss Maranhão durante vários anos, seu trabalho se voltava para a responsabilidade social para com os carentes. A renda das festas por ela promovidas era destinada a entidades assistenciais. A marca de sua personalidade ficou impressa na memória dos ludovicenses através dos meios mais curiosos: por exemplo, Flor de Liz foi a primeira mulher a dirigir veículo nas ruas de São Luis.

ÚLTIMA HOMENAGEM. No clima de muita folia, este anos, o Bloco do Imprensa promoveu uma série de homenagens a vários profissionais da comunicação que prestaram ou ainda prestam revelantes serviços á imprensa maranhense. Em uma das sessões coube espaço para FLOR DE LYS, que foi representada pela finha Orquídea Santos.

O colunismo social feito por Flor de Liz caracterizava-se, sobretudo, pelo respeito a todas as classes sociais e credos, que encontravam espaço em suas colunas. De simples aniversários de debutantes a grandes eventos sociais em clubes, Flor de Liz repercutiu ao longo de mais de cinco décadas todos os grandes temas da realidade brasileira e maranhense. Além da assistência constante aos mais necessitados, a colunista prestou grande trabalho pelo estado devido à intensa divulgação que deu às peculiaridades maranhenses, como a culinária e o artesanato, fato de grande importância ao turismo do estado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.