14/04/2024
Sem categoria

MULLER:UM EXEMPLO PARA NÃO SER COPIADO PELOS JOVENS ATLETAS


Do:BLOG JJ

No dia de ontem assistimos ao ¨Esporte Fantástico¨ produzido pela Rede Record, programa esse para surpresa nossa de excelente conteúdo, que certamente dará uma importante colaboração ao esporte nacional.

Um dos blocos apresentados foi uma entrevista com o ex-jogador Muller, que confessou que atravessa sérias dificuldades financeiras, muito embora tenha ganho bom dinheiro com o futebol.

Com o extraordinário curriculo, desde que foi bi-campeão da Taça LIbertadores e campeão do Mundial de Clubes pelo São Paulo, assim como campeão do Mundo em 1994 com a Seleção Brasileira, conquistou fama e dinheiro, mas tudo se esvaiu.

Jogou e conquistou diversos títulos nacionais, e teve uma boa passagem pelo futebol europeu, e hoje segundo a sua entrevista vive de favores e passando grandes dificuldades, e está à procura de um emprego.

Ele atualmente mora na casa do ex-lateral Pavão, seu antigo companheiro do tempo do São Paulo no início dos anos 90.

¨Era um moleque, tinha 17 anos de idade e já era profissional, tendo jogado nos maiores clubes do Brasil e me radicado na Europa. Quando se é jovem e não tem preparo psicológico, voce sempre gasta dinheiro até desnecessáriamente. Aí vem a fama e voce gasta muito mais¨, declarou o ex-jogador.

Conforme suas palavras, ele começou muito cedo, e aos 18 anos já era profissional do São Paulo. Participou de 03 Copas do Mundo, 1986, 90 e 94, na conquista do 4º título da Seleção Brasileira. Em 1988 foi contratado pelo Torino da Itália e não poupava os gastos, andando inclusive de Ferrari.

Trabalhou como comentarista do Sport Tv, tendo deixado para assumir a carreira de treinador de futebol, que não deu certo e hoje encontra-se na atual situação.

No final da entrevista aconselhou os atletas jovens a terem cuidado, e seguirem um bom caminho que não foi o seu caso.

Muito boa a entrevista e que demonstra a falta de preparo de um atleta profissional de alto nível, que teve todos os recursos em mãos e não soube aproveitá-los devidamente, principalmente se poupando para o futuro.

Que sirva de exemplo para uma geração que hoje desponta em nosso futebol, para que o sucesso não suba em suas cabeças, e que tenham em mente que dinheiro na mão é vendaval, e torna-se necessário saber resguardá-lo.

Finalizando fazemos uma pergunta ao Ministro do Esporte Orlando Silva, que no ¨oba a oba¨ da entrega dos melhores do Campeonato Brasileiro de 2010, em discusso midiático afirmou que o governo federal iria amparar os ex-atletas de futebol que conquistaram títulos mundiais, e pelo que vimos com o Muller isso certamente não aconteceu.

Muller está aí senhor Ministro, olhe por ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.