19/04/2024
Sem categoria

Neguinho da Beija-Flor é acusado de doação ilegal pelo Ministério Público Federal

Redação SRZD | Carnaval | 25/06/2011 11h59

O cantor Neguinho da Beija-Flor está sendo acusado de doação ilegal pelo Ministério Público Federal por ter contribuído com valores acima dos permitidos nas eleições de 2010.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, Neguinhou doou a quantia de R$ 14 mil para os candidatos Ricardo Abrão, do PDT, eleito a deputado estadual, e Adrian Mussi, do PMDB, eleito a deputado federal. Abrão é diretor social da escola de samba de Nilópolis, filho do ex-prefeito da região, Farid Abrão, e também sobrinho de Anizio Abrão David, atual presidente de honra da agremiação.

Ricardo Abrão teria recebido R$ 4 mil do intérprete e alegou ter sido por conta de um jingle feito por Neguinho gratuitamente para a campanha. Já Mussi recebeu o valor de R$ 10 mil.

A lei determina que pessoas físicas só podem doar até 10% de seus rendimentos em campanhas políticas. O nome de Neguinho consta na relação de 265 pessoas acusadas pela procuradoria do Rio de Janeiro de terem cometido a infração. Por conta da acusação, o cantor pode ser impedido de dar continuidade a sua aspiração política, já que estava negociando com o PC do B para disputar a candidatura a prefeito de Nova Iguaçu, município onde foi criado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.