19/04/2024
Sem categoria

Peñarol e Santos na final da Libertadores-11

No gramado do histórico Centenario, palco da primeira decisão de Copa do Mundo, hoje estarão sete títulos da Libertadores. Santos, dono de duas taças, e Peñarol, que coleciona cinco troféus, reeditam o primeiro clássico das Américas às 21h50 na partida de ida das finais da competição.

O time uruguaio venceu as duas primeiras edições do torneio, em 1960 e 1961. No ano seguinte, chegou novamente à decisão, mas esbarrou numa equipe cuja escalação é cantada até hoje como a maior de todas.
Gilmar, Lima, Mauro, Dalmão, Zito, Calvet, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Os 11 pararam o time do Peñarol para dar ao Santos a primeira Libertadores de um clube brasileiro.
Desde quando fizeram a semifinal em 1965, com vitória uruguaia, os times não se enfrentaram na competição.

O Santos engrenou com a chegada do técnico Muricy Ramalho após um início muito ruim no torneio. Neymar, em fase brilhante, faz o time ser apontado como favorito.

O Peñarol, que se afastou das grandes decisões nos últimos tempos, chegou à final numa campanha irregular.
Nos mata-matas, aproveitou a força da torcida em casa para obter bons resultados e segurar a classificação fora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.