13/06/2024
Sem categoria

UFMA entrega complexo da Fábrica Santa Amélia


Jornal O Estao do Maranhão – Imirante 
Estrutura constituída por nove prédios e localizada na rua Cândido Ribeiro, no Centro, foi totalmente recuperada com recursos do Governo Federal
A Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em parceria com o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), entregou na tarde de ontem o complexo da antiga Fábrica Santa Amélia, localizada na rua Cândido Ribeiro, no Centro. A estrutura é constituída por nove prédios, engloba uma área de pouco mais de 9 mil metros quadrados e será extensão dos cursos de Turismo e Hotelaria da instituição federal de ensino superior. No início da noite de ontem, a UFMA inaugurou seu próprio canal de televisão, denominada de TV UFMA.

Participaram da solenidade de entrega do complexo, o governador Flávio Dino, o vice Carlos Brandão, e o secretário municipal de Governo da Prefeitura de São Luís, Lula Fylho, além de docentes e representantes da sociedade civil. No total, foram gastos nas obras R$ 15 milhões, oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento Cidades Históricas (PAC). Os serviços duraram pouco mais de 4 anos, com uma interrupção de dois anos por falta de recursos.
O novo complexo da Fábrica Santa Amélia dispõe de 16 salas de aula em que serão ministradas disciplinas dos cursos de Turismo e Hotelaria, além de um auditório com capacidade para 320 lugares e um laboratório de línguas e de informática. Além da recuperação dos prédios, obedecendo aos critérios de preservação histórica do Iphan, o complexo também possui acessos feitos exclusivamente às pessoas com deficiência física ou visual.
Presente ao ato, o diretor do PAC Cidades Históricas do Governo Federal, Robson Almeida, ressaltou a importância da entrega do complexo como forma de “revitalizar” os principais pontos históricos das cidades brasileiras. “ São Luís se integra a este processo por seu rico acervo arquitetônico. Portanto, a entrega deste complexo reforça não somente um compromisso do Governo Federal, como ainda um voto de confiança nas autoridades locais e um presente para a população maranhense”, destacou.
A superintendente do Iphan no Maranhão, Kátia Bogéa, fez uma abordagem cronológica da Fábrica Santa Amélia ao longo dos anos. Ela lembrou, por exemplo, que o prédio foi tombado em 1987, sendo a sua responsabilidade repassada, em seguida, para a UFMA. “ Após esta etapa, a Fábrica [ Santa Amélia ] passou 23 anos fechada e servindo apenas como depósito para a universidade. Graças a ousadia de gestores, viabilizamos recursos para, em seguida, tornar este sonho, realidade”, afirmou.
Por fim, o reitor da UFMA, Natalino Salgado, afirmou que a entrega do complexo da antiga Fábrica Santa Amélia significa a maior recuperação de um patrimônio em uma cidade histórica do país. “ Reputo como talvez a obra deste país mais importante entregue nos últimos anos. Quem viu como estava esta Fábrica, antes das obras, não acredita no resultado destes serviços”, frisou.
Museu – Além da entrega do complexo da Fábrica Santa Amélia, representantes da UFMA, do Iphan e do Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema) assinaram um termo de compromisso para a instalação futura, nas dependências da fábrica, do Museu da Indústria do Maranhão, que abrigará boa parte da história do setor secundário no estado.
A direção da UFMA também aproveitou a ocasião para anunciar a recuperação do antigo prédio do Serviço de Imprensa e Obras Gráficas do Estado (Sioge), na rua Antônio Rayol, ao lado do Mercado Central.
História – A antiga Fábrica Santa Amélia é um símbolo do desenvolvimento econômico da antiga São Luís. Foi instalada em 1902 no prédio da antiga fábrica da Companhia de Lanifícios Maranhense, fundada em 1892, constituindo um rico testemunho da trajetória do empreendedorismo maranhense, refletindo o poderio da elite enriquecida pelo algodão.
TV UFMA – Conforme programação oficial, a UFMA também inaugurou, no início da noite de ontem, 7, na Cidade Universitária Dom Delgado (campus do Bacanga), a TV UFMA – que já operava em caráter experimental desde o dia 5 de agosto deste ano no canal 54. Segundo a direção da universidade, a TV UFMA terá sinal aberto e digital, com som e imagem em alta definição.
Números
R$ 15 milhões custaram as obras do complexo da antiga Fábrica Santa Amélia
9 mil metros quadrados é a extensão do complexo da antiga Fábrica Santa Amélia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.