24/02/2024
Sem categoria

Bois de orquestra mostram a beleza do folclore maranhense

Grupos de bumba meu boi mostraram a beleza do folclore maranhense nos arraiais da capital.
Yane Botelho 
Da equipe de O Estado
29/06/2013.
Com a graciosidade das índias, indumentárias de todas as cores e o som de clarins e pistons, grupos de bumba meu boi de sotaque de orquestra mostraram a beleza do folclore maranhense, na quinta-feira, nos arraiais de São Luís. Em mais uma noite de festejos, se apresentaram o Boi de Morros, o Boi Mocidade de Rosário, o Boi Lírio de São João, o Boi de Axixá, o Boi de Nina Rodrigues e muitos outros. Grupos mais conhecidos, com indumentárias mais elaboradas e outros menos famosos mostraram o sotaque contagiante derivado dos instrumentos de sopro integrados aos sons mais tradicionais do bumba meu boi.
O público compareceu ao Arraial da Lagoa da Jansen para prestigiar as apresentações. O terreiro enfeitado de bandeirinhas coloridas recebeu os bois de sotaque de orquestra Morros e Nina Rodrigues. As belas índias extasiaram o público e atraíram centenas de admiradores. A boa forma dos índios do Boi de Morros também chamou a atenção, principalmente das mulheres.
A versatilidade da banda Bumbauê, que no show reuniu pérolas da música popular maranhense, empolgou o público no Arraial da Lagoa da Jansen. O repertório formado por músicas de sucesso ganhou versão animada, misturando o ritmo das matracas e pandeirões aos acordes da guitarra de Pepê Junior, que também é vocalista do grupo. O cantor Mano Borges também se apresentou na noite de quinta-feira no Arraial da Lagoa.
O batalhão pesado do Boi da Madre Deus mostrou a tradição do sotaque de matraca no
Arraial da Lagoa – com destaque para os exuberantes caboclos de pena com seus grandes chapéus coloridos. O som agudo das matracas e o toque grave dos pandeirões induziam o bailado do público e dos integrantes.
Centro – O Boi Mocidade de Rosário apresentou-se no Arraial da Casa do Maranhão, na Praia Grande. Trajando indumentárias coloridas, as índias mostraram o bailado animado característico do sotaque de orquestra.
Já o Boi Lírio de São João foi um dos que compareceram à Praça Nauro Machado, na Praia Grande. Bem elaborada, a coreografia das índias encantou visitantes e moradores da cidade que participaram da noite de arraial.
No Ceprama, o Boi Oriente da Vila Passos mostrou o tradicional sotaque de zabumba. Entre cazumbas, índias, índios e caboclos de fita, o grupo tem 160 integrantes e 11 cantadores.

Programação de hoje nos principais arraiais – 29 de junho – sábado 

Arraial da Lagoa da Jansen
19h – Grupo Piaçaba
20h – Boi de Morros (orquestra)
21h – Boi Unidos de Santa Fé (Baixada)
22h – Boi de Presidente Juscelino (orquestra)
23h – Show do grupo Falamansa
0h – Boi de Nina Rodrigues (orquestra)
1h – Boi da Maioba (matraca)
Arraial da Casa do Maranhão
19h – Quadrilha Flor do Amor da Estiva
20h – Boi de Presidente Juscelino (orquestra)
21h – Boi Proteção de São João do Anjo da Guarda (Baixada)
22h – Boi de Arari (orquestra)
23h – Show de Carol e Ana Teresa
0h – Boi Brilho da Terra (orquestra)
1h – Boi de São José dos Índios (matraca)
Arraial da Praça Nauro Machado
19h – Os Jecas do Jegue
20h – Boizinho Barrica (alternativo)
21h –Boi Brilho da Juventude (orquestra)
22h – Show de Betto Pereira
23h – Boi da Maioba (matraca)
0h – Boi de Palha (alternativo)
1h – Boi de Sonhos (orquestra)
Arraial do Ceprama
19h – Cacuriá Lulu O Beija-Flor
20h – Boi Sempre Seremos Unidos (zabumba)
21h – Boi de Sonhos (orquestra)
22h – Show de Mano Borges
23h – Boi Unidos de Santa Fé (Baixada)
0h – Boizinho Barrica (alternativo)
1h – Boi de Maracanã (matraca)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.