24/02/2024
Sem categoria

Affonso Romano de Sant’Anna participa hoje, às 20h, de palestra na Feira do Livro de São Luís.

Escritores na Feira do Livro em São Luís


A Feira do Livro de São Luís, em andamento no Ceprama (Madre Deus), recebe hoje, às 20h, o poeta, cronista e ensaísta Affonso Romano de Sant’Anna. Ele estará no Auditório Quatrocentenário para falar sobre seus dois livros mais recentes: Ler o Mundo e Como andar no labirinto. O evento prossegue com atividades até o dia 2 de dezembro, das 13h às 21h. Este ano, o tema é São Luís, 400 anos escrevendo nos livros sua história.
Lançado pela Global Editora, Ler o Mundo é uma obra em que o autor, com base em sua experiência na área da cultura, articula-se para ler o ontem e o hoje da cultura brasileira e do mundo. Seu olhar se estende de Mulungu (PB) e Morro Reuter (RS) a Faxinal do Céu (PR), passando pela França, Colômbia, Egito, Alemanha, Nova York e Rússia, entre outros.
A obra foi escrita em três níveis: crônica, ensaio e depoimento histórico. Trata-se de trabalho transdisciplinar, já que estabelece relações entre cinema e leitura, antropologia, religião, terapia, ecologia, política, tecnologia, educação, vida social, guerra, cultura e televisão, mas, sobretudo, a constatação de como a leitura modifica a vida das pessoas e das comunidades.
Como andar no labirinto, por sua vez, reúne 65 crônicas publicadas em diversos veículos da imprensa. O tema central dos textos gira em torno de questionamentos levantados por pequenos atos do cotidiano.
“Este livro tem muito a ver com o nosso tempo. Vivemos em um labirinto onde ninguém entende nada. No livro, eu trato de uma maneira mais jocosa, a questão do labirinto. A crônica é esse gênero que estabelece um diálogo momentâneo e rápido com o leitor. É uma forma de tratar temas mais densos, que abordo em ensaio de uma maneira mais light”, comenta o escritor.
Sobre o processo de escrita, ele acredita que um texto acontece em diversas fases. “Às vezes, você perde vários poemas, porque sente uma frase, sente algo murmurado no seu espírito e não presta atenção porque está ocupado com os ruídos da vida. É necessário apurar o seu ouvido, ter a humildade de anotar a coisa, mesmo quando ela não é muito boa”, complementa o escritor.
Bate-papo – Além dos livros, o escritor discutirá temas como processo de criação, ideias, livros, personagens e gêneros em um bate-papo descontraído com o público. Ele já esteve em São Luís nos anos 2007 e 2008, participando de edições anteriores da Feira do Livro, inclusive acompanhado da mulher e também escritora Marina Colassanti.
O escritor nasceu em Belo Horizonte, em 1937, e é um dos grandes poetas, cronistas e ensaístas brasileiros da atualidade. É um caso raro de artista e intelectual que une a palavra à ação. Desde os anos 1960, ele teve participação ativa nos movimentos que transformaram a poesia brasileira, interagindo com os grupos de vanguarda e construindo sua própria linguagem e trajetória. Com mais de 40 obras publicas, recebeu algumas das principais comendas brasileiras: Ordem Rio Branco, Medalha Tiradentes, Medalha da Inconfidência e Medalha Santos Dummont.

Serviço

• O quê
Poeta, cronista, ensaísta e administrador cultural mineiro
Affonso Romano de Sant’Anna na Feira do Livro
• Quando
Hoje, às 20h
• Onde
Ceprama (Madre Deus)
• Entrada franca
Fonte: Jornal O Estado do Maranhão – 
http://imirante.globo.com/oestadoma/noticias/2012/11/27/pagina234661.asp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.