20/05/2024

APAE DE SÃO LUÍS CELEBRA CONQUISTAS NO DIA INTERNACIONAL DA SÍNDROME DE DOWN

Nessa segunda – feira (21.03) celebra-se o Dia Internacional da Síndrome de Down. Um dia para lembrar que um  cromossomo a mais determina quem nasce ou não com a síndrome, que não é doença, mas sim uma condição genética. E há sim conquistas para celebrar, como a maior aceitação das pessoas com a síndrome. Um exemplo disso é da porto – riquenha Sofía Jirau, que se tornou a primeira modelo com síndrome de down a integrar o cast de uma campanha da marca Victoria´s Secret, e em 2020 ela desfilou na Semana de Moda de Nova Iorque. O lema de Sofía é “não há limites” e ela segue inspirando mais meninas a terem mais auto estima.

Vale lembrar que a síndrome de down é causada pela presença de três cromossomos 21 em todas ou na maior parte das células de um indivíduo. Isso ocorre na hora da concepção de uma criança. Os pais de um bebê com síndrome de Down devem contar com informação e muito apoio para poderem oferecer ao seus filhos e filhas o melhor desenvolvimento; com serviços especializados que ajudarão a criança a se desenvolver com qualidade, mesmo que com limitações. A criança com Síndrome de Down tem seu próprio ritmo, e pode demorar a sentar, engatinhar e andar, mas o tratamento com a fisioterapia psicomotora poderá ajudar nesse processo.

A APAE de São Luís oferece todo o apoio, orientação e serviços que os pais precisam. Ao longo dos seus 51 anos de existência a APAE de São Luís tem reabilitado, educado e incluído no mercado de trabalho e na comunidade diversas pessoas com deficiência, incluindo síndrome de down. Para os pais, esse apoio é fundamental e quanto antes começar, tanto melhor.

Na escola Eney Santana, mantida pela entidade e voltada para a escolarização das pessoas com deficiência, a assistência é completa, com turmas reduzidas e atendimento individualizado. Trata-se de uma educação fundamentada no respeito à diversidade, considerando a capacidade individual de cada aluno. O foco não é na limitação, mas nas possibilidade de cada aluno ou aluna. E buscando desenvolver questões sócio – afetivas, normas e limites do convívio social, ética e cidadania, habilidades psicológicas, motoras, sociais e cognitivas, além de artísticas. Há aulas de artes, educação física, escolinhas de esporte além de oficinas de acessibilidade digital com aulas de informática. São muitos alunos e alunas que já tiveram suas vidas e a de suas vidas transformadas pela entidade.

Outro diferencial da APAE de São Luís para pessoas com síndrome de down é a oferta de serviços de reabilitação, como psicologia, terapia ocupacional e fonoaudiologia.

É dessa forma integrando a assistência social, a reabilitação e a educação que é trabalhado o desenvolvimento dos alunos com síndrome de down, da forma mais ampla e favorável possível para que consigam levar uma vida mais integrada socialmente, produtiva e feliz junto às famílias e comunidade.

Quando a criança é amada e estimulada pela família, e conta com a orientação adequada, tem excelentes chances de se desenvolver. E há vários exemplos de pessoas com síndrome de down trabalhando, fazendo arte e buscando ocupar com dignidade seu espaço na sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.