20/04/2024
Sem categoria

Companhia de Dança Pulsar comemora 15 anos de atividade com vasta programação dentro do projeto 15 Anos Pulsando.

08/01/2015
Para comemorar 15 anos de atuação no Maranhão, a Pulsar Cia. de Dança realizará uma série de atividades em São Luís, em cidades do interior e também de outros estados. Ano passado, a companhia recebeu patrocínio do projeto Boticário na Dança e BR Petrobras, por meio da Lei Rouanet para executar, este ano, o projeto 15 Anos Pulsando. Dentro desse projeto, foram criados subprojetos que incluem turnês e oficinas.
Por meio do projeto Pulsando nas Escolas Públicas, por exemplo, serão realizadas oito apresentações do espetáculo Quinze em instituições de ensino. Além disso, com o projeto Pulsando nos Bairros, haverá atividades em quatro bairros da cidade e, para complementar, o projeto contempla quatro outros municípios maranhenses. Segundo Abelardo Telles, diretor da companhia, o projeto Pulsando nas Escolas Públicos terá início no dia 13 e se estenderá até o dia 16, começando pela U.I. Maria José Aragão (Cidade Operária), seguida da U.E.B. Rubens Teixeira Goulart (Cohab), U.E.B. Padre Antonio Vieira (Anil) e C.E.M. Fernando Perdigão (Monte Castelo).

Nas escolas, as apresentações de dança acontecerão nas quadras cobertas, conjugando espetáculos que a companhia montou ao longo de 15 anos. Nos dias 17, 18, 24 e 25, será a vez do projeto Pulsando nos Bairros, com realização de oficinas de dança contemporânea e apresentações do espetáculo Quinze nos bairros Cidade Operária (17), Planalto Anil (18), Cohab (24) e Apeadouro (25).
Interior – Segundo Abelardo Telles, a programação de aniversário da companhia prevê ainda a etapa de interiorização, com oficinas e quatro apresentações nos municípios de Paço do Lumiar (29), Bacabal (30), Cantanhede (31) e Barreirinhas (1º de fevereiro).
No mês de fevereiro, nos dias 5, 6, 7 e 8, no Teatro Arthur Azevedo e na sede (Apeadouro), serão realizadas 20 apresentações de coreografias do repertório da companhia e de companhias convidadas Virtual Cia de Dança (SP) e Modern Table (Coréia do Sul), além de oficina de dança contemporânea e acrobacias aéreas, mostra de vídeos e bate papo com profissionais convidados.
“Nós faremos também uma turnê nacional com o espetáculo Expiação, nos dias 14 e 15 de março no Rio de Janeiro, 18 e 19 em Curitiba e 21 e 22 em São Paulo, com duas apresentações em cada cidade e realização de bate-papo após as apresentações. Esta ação também foi contemplada pelo Prêmio Klauss Viana de Dança 2013, da Fundação Nacional de Arte”, adiantou Abelardo.
O projeto pretende despertar o interesse pela dança nos mais variados espaços disponíveis, possibilitando ao espectador/aluno um contato direto com essa arte e intercâmbio com artistas locais e nacionais. Segundo Abelardo Teles diretor da Cia, o projeto se faz necessário para uma maior aproximação e apropriação de bens culturais por parte de uma população normalmente distante deles e se torna um desafio e um aprendizado.
“Já que no mesmo processo o artista se alimentará de novo material para suas futuras criações, por se tratar de atividades gratuitas, democratiza o acesso à produção cultural. Queremos promover e possibilitar um diálogo entre artista e comunidade fortalecendo assim o vínculo entre cidades e regiões diferentes do país”, revelou.
A Pulsar Cia. de Dança surgiu da união de bailarinos, todos amantes da dança e preocupados com o seu desenvolvimento profissional. Tem por objetivos divulgar, incentivar, formar plateia, realizar oficinas e cursos, prestar serviços à comunidade. Baseado em pesquisas e estudos, utiliza a linguagem moderna e contemporânea para mostrar a dança como um importante meio de comunicação. Para Abelardo Telles, a dança vem ao longo do tempo destacando-se na história do estado do Maranhão.
“E como parte dessa história, a companhia vem, há alguns anos, atuando de forma marcante e recebendo influência de diversas linguagens artísticas, ao longo do tempo. Formamos bailarinos, promovemos intercâmbios culturais, participamos e recebemos prêmios em editais, festivais nacionais e apresentamos ao público maranhense e de outros estados brasileiros nosso repertório de trabalho, sempre baseado na pesquisa e na experimentação. Portanto, temos mais é que comemorar”, finalizou Telles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.