19/06/2024

Cuidado com golpes e fraudes neste Carnaval: confira aqui algumas dicas de especialista

Com a proximidade da maior festa do Brasil, alguns cuidados precisam ser tomados pelos foliões para não sofrerem com golpes e fraudes financeiras durante os dias de Carnaval. A atuação de golpistas costuma aumentar durante essa época do ano e a atenção precisa ser redobrada.

“Observamos que a incidência de golpes e fraudes tendem a aumentar durante e no período do Carnaval, isso fica claro quando se avalia o aumento do volume de contestações após esse período”, explica Rubens de Jesus, gerente de Negócios e especialista em Antifraude da Núclea, empresa provedora de infraestrutura tecnológica para as instituições financeiras.

“A engenharia social usada para fraudar os usuários do sistema financeiro evolui dia após dia, mas, por outro lado, os usuários e os bancos estão mais preparados para evitar situações desagradáveis”, completa, ressaltando que a prevenção deve ser uma constante durante todo o ano, não apenas no Carnaval.

A Núclea possui uma solução antifraude exclusiva para as tratativas após ocorrência de fraudes e golpes. “Estamos auxiliando nossos clientes a rastrear o dinheiro fraudado, aumentando a chance de recuperação de valores com o nosso DETECTAFLOW, e nos preocupamos com todo o ciclo a fim de proteger o cidadão. Nosso objetivo também é gerar inteligência para evitar que novas fraudes aconteçam”, explica Rubens.

Nesse sentido, a empresa fez uma lista com algumas dicas para você curtir a folia sem preocupações:

Não deixe seu cartão solto na bolsa ou no bolso ou desabilite a função de aproximação. “Assim a pessoa consegue se proteger do golpe do pagamento por aproximação, quando o golpista se aproxima com algum dispositivo e passa um valor sem o usuário perceber”, diz Rubens;

Ao entregar o seu cartão a um vendedor, certifique-se que o cartão devolvido a você é o seu. “O melhor é nem entregar o cartão, mantenha ele na sua mão durante toda a duração da compra”, afirma;

Garanta que sua senha não esteja visível para outras pessoas ao redor quando precisar digitá-la;

Não aceite realizar pagamentos se o visor da maquininha estiver danificado, assim você não corre o risco de passar R$ 100 ou R$ 1000 em vez de R$ 10. “Peça sempre o comprovante e/ou habilite seu banco ou instituição financeira a enviar notificações dos gastos”, destaca o especialista;

Cuidado ao utilizar redes Wi-fi públicas. Mantenha atualizado o antivírus do seu celular diminuindo os riscos de ter seus dados pessoais vazados e evite logar, quando conectado a essas redes públicas, em redes sociais, app de bancos e instituições financeiras;

Se for comprar pela internet, não faça cadastros em sites que não sejam de confiança. Fique atento às dicas de segurança, por exemplo, como a presença do cadeado de segurança na barra de URL;

Ao comprar passagens on-line, pagar hospedagens e eventos para curtir o Carnaval, dê preferência ao cartão virtual;

Em caso de roubo, comunique imediatamente o seu banco e registre um boletim de ocorrência (on-line ou na delegacia). “Toda e qualquer documentação oficial que você consiga levantar para comprovar o golpe ou a fraude vai ajudar na solicitação de uma contestação junto ao banco em questão”, destaca o gerente da Núclea;

Acompanhe a transação inteira e procure não se distrair enquanto está realizando o pagamento. “Sabemos que é um período em que tem muito barulho, aglomeração e movimentação de pessoas. O golpista pode aproveitar esse momento para realizar transação fraudulenta”, alerta Rubens;

Sempre confira pelo aplicativo do banco se a transação ocorreu da maneira correta, verificando o valor e a modalidade do pagamento. “Para evitar abrir o aplicativo pelo celular, ative os alertas do banco que, de maneira concisa, é possível verificar se ocorreu como o esperado”, destaca;

Ao realizar uma transação bancária, lembre-se de deslogar e fechar o aplicativo do banco e bloquear imediatamente o celular. “Essa medida dificulta o acesso ao banco em caso de perda ou furto do aparelho”, finaliza Rubens.

SOBRE A NÚCLEA

A Núclea (antiga Câmara Interbancária de Pagamentos) é a maior provedora de infraestrutura tecnológica financeira do Brasil. Em 2022, processou mais de 31 bilhões de transações, o que representa mais de 19 Trilhões de Reais (duas vezes o PIB do Brasil no período). A empresa é responsável por 100% do registro de boletos e 90% da liquidação de cartões de débito e crédito no País. Oferece ao mercado soluções de Antifraude (Análises preditivas e preventivas, Pós-Fraude e Resoluções), Data Analytics & Insights (Scores, Indicadores e Triggers para Ciclo de Crédito e Inteligência de Mercado), Registro de Recebíveis de Cartões, Duplicatas e Ativos Financeiros. Também tem serviços de Portabilidade de Crédito, Portabilidade de Conta-Salário, Cadastro Positivo, Cessão de Crédito, Crédito Consignado, entre outros. www.nuclea.com.br