19/04/2024
Sem categoria

LOUCO ABREU EM MAUS LENÇOIS

Arquidiocese do Rio quer encontro com Loco Abreu após tentativa de ‘lençol’ no Cristo

Depois de chutar uma bola nos arredores do Cristo Redentor, como parte da gravação de um comercial, quando tentava dar um ‘lençol’ na estátua, Loco Abreu se viu envolvido num mal-estar. O episódio não teve a simpatia dos responsáveis pelo Santuário, que não gostaram da forma como foi conduzido todo o processo de rodagem do filme. No entanto, o diretor de comunicação da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Marcos William Bernardo, garante que o assunto está superado e quer promover um encontro com o atacante do Botafogo.

A ideia de Marcos William é reunir Loco Abreu na tentativa de apagar o desconforto causado por conta do comercial. De acordo com ele, apesar de protestos mais acalorados de dentro da própria igreja, o jogador não teve a intenção de ferir princípios religiosos. O padre revelou que há um interesse mútuo em resolver a situação amistosamente.

– O Loco Abreu é muito amigo. Ele foi mal instruído. Sei da tradição católica dele. Sei do carinho dele em relação ao Cristo Redentor, inclusive o povo uruguaio é muito religioso. O que a Igreja Católica quer é tirar essa mácula religiosa sobre o jogador – afirmou Marcos William.

O chute na bola foi apenas um detalhe em um episódio que começou mal, segundo a Arquidiocese. A Pluna, empresa de aviação responsável pelo comercial, contratou uma agência publicitária que, sua vez, não fez a autorização devida para utilizar o espaço. De acordo com o diretor de comunicação, o pedido foi feito ao Parque Florestal Chico Mendes – de alçada federal -, onde está localizado o Cristo Redentor. Este teria sido o maior ponto de descontentamento da Igreja. Qualquer veículo interessado em usar as dependências do Santuário deve receber permissão do próprio, através da reitoria correspondente.

– Não houve este pedido. Eles foram ao Parque Florestal e não nos comunicaram. Por isso, houve este problema. Mas já conversamos com os responsáveis do comercial, inclusive o presidente da Pluna, Jorge Lepra, que pediu desculpas formais. Esta é uma situação que está sendo conversada para o entendimento – declarou Marcos William.

Falando em nome da Arquidiocese, o diretor de comunicação rechaçou a possibilidade de processar os envolvidos no caso, apesar de o departamento jurídico ter sido acionado. Segundo Marcos William, o assunto está sendo analisado por uma questão burocrática interna, e não vê possibilidades de maiores desdobramentos:

– Não há chance de haver qualquer tipo de processo, tanto para os responsáveis pelo comercial e muito menos para o Loco Abreu. Ele apenas fez o seu papel de divulgar o seu país em nosso. Não há nada de errado nisso – comentou.

Procurado pela reportagem do LANCENET!, Loco Abreu preferiu não se manifestar, mas se colocou à disposição da Igreja para se encontrar com os representantes católicos e, assim, resolver o mal-estar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.