19/04/2024
Sem categoria

MARANHÃO EXPORTOU MAIS DE 80 JOVENS PARA ESPANHA, DOS QUAIS 64 ERAM HOMENS, TODOS VÍTIMAS DE EXPLORAÇÃO SEXUAL

Na primeira fase da operação, a polícia espanhola já havia prendido 14 pessoas, sendo nove brasileiros. Há seis meses, os policiais brasileiros e espanhóis investigam o esquema de prostituição. Os jovens eram atraídos para a Espanha com a promessa de emprego, mas ao desembarcar, eles eram obrigados a se prostituir para pagar dívidas, que chegavam a mais de 4.000 euros.

A ordem era que atendessem em diferentes casas de encontro e ficassem à disposição para programas 24 horas por dia. Entre as vítimas foi encontrado um adolescente de 16 anos, brasileiro, que ficou quase três semanas em uma das residências da rede executando os serviços sexuais para a organização. A polícia espanhola informou que as vítimas recebiam cocaína, Viagra e popper (droga vasodilatadora) para trabalhar mais.

No total, a rede levou para a Espanha cerca de 80 pessoas do Estado do Maranhão, dos quais 64 eram homens. Algumas das vítimas, com idades entre 22 e 29 anos, sabiam que iriam se prostituir, embora eles acreditassem que seria em outras condições, enquanto outros estavam convencidos de que iam ser contratados como dançarinas ou modelos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.