14/04/2024
Sem categoria

Pedro Lucas enaltece iniciativa sobre municipalização das rodovias de São Luís

Depois de fazer um alerta para a necessidade de uma redefinição acerca das rodovias em áreas urbanas de São Luís, numa conversa com jornalistas no mês de julho, o vereador Pedro Lucas (PTB) agora enaltece a iniciativa dos governos estadual e municipal em providenciar adotar essa medida.
O petebista pretendia apresentar uma indicação ao governador tratando do Plano Rodoviário do Maranhão, logo após a volta do recesso parlamentar, porém mudou sua posição ao tomar conhecimento de que o governador Flávio Dino e a Prefeitura de São Luís assinariam a municipalização das MA’s que cortam a capital maranhense.

  

O parlamentar do PTB tinha como fundamento para seu pleito a obrigatoriedade da Lei 13.290, de 16 de maio de 2016, determinando aos motoristas a trafegarem com farol aceso durante o dia nas rodovias que cortam a região metropolitana de São Luís nas avenidas Guajajaras, Jerônimo de Albuquerque, Litorânea, Holandeses e outras.
“Essa chegaria a ser uma obrigatoriedade sem qualquer fundamento ou lógica, visto que temos MA’s que interligam avenidas e não a São Luís, como a outras cidades como São José de Ribamar e Raposa”, assinala ele para acrescentar: “Imagine sair da Avenida Carlos Cunha, entrar na Via Expressa e, se não estiver com o farol aceso, o cidadão ser multado?”
Para ele, “temos que ser práticos. Por exemplo, a Via Expressa integra o percurso de milhares de pessoas que por ali passam todos os dias e, portanto, compõe a malha viária dentro de São Luís. É por esse motivo que pretendia assim que retornasse do nosso recesso parlamentar, encaminhar  indicação  ao governador pedindo a redefinição das MA’s que cortam a cidade para que ninguém fosse punido desnecessariamente”, afirmou Pedro Lucas.
FISCALIZAÇÃO – Quando começou a vigorar a lei obrigando o uso de faróis nas MA’s existentes na região metropolitana de São Luís, O vereador do PTB reclamou da ausência de agentes da SMTT, que disciplinavam o trânsito nas avenidas Jerônimo de Albuquerque, Gajajaras e Holandeses. Como a situação se tornou um caos, no último dia 13 de agosto foi anunciado o retorno dos fiscais de trânsito do município retornariam aos antigos postos de trabalho. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.