27/05/2024

Saiba como ficou a distribuição de vereadores em São Luís, após o fim do prazo da janela partidária

Fim do prazo de mudança partidária para as eleições municipais 2024 e já se tem um mapa da composição da Câmara de Vereadores. O PSB é o maior com 11 representantes, consequentemente Duarte Júnior (PSB), é o pré-candidato com a maior base, pois ainda conta com parlamentares da Federação PT/PCdoB/PV, PSDB, PL e do PP. O prefeito Eduardo Braide ficou com sete legisladores do PSD, Republicanos e DC.

No PSB, vai ocorrer a maior disputa pelas vagas de vereadores. Onze vão tentar a reeleição, fora os novos que chegaram. Para conseguir de forma direta manter os 11 assentos na Câmara, o partido terá que somar 176 mil votos. O partido ainda vai contar com os suplentes Sá Marques, Ivaldo Rodrigues, Marcelo Poeta e outros.

O partido do prefeito Eduardo Braide, o PSD, será o segundo maior. Com 4 representantes, consequentemente terá uma grande briga interna, pois além de Chaguinhas, Daniel Oliveira, Karla Sarney e Marcos Castro que são vereadores, outros nomes fortes entraram como o ex-secretário de Saúde, Dr Joel; o ex-vereador Severino Sales e a esposa do deputado estadual Osmar Filho, Clara Gomes vão estar na briga.

O Podemos que elegeu quatro vereadores em 2020, ficou sem representantes, mas terá uma forte nominata liderada por Fábio Macedo Filho; Raimundo Júnior (genro de Helena Duailibe); os ex-vereadores Sebastião Albuquerque e Professor Lisboa; o advogado Kenaz; Sônia Maria; Jean Fabio e outros.

O Republicanos terá uma boa briga: Rosana da Saúde e Dr Gutemberg são os super favoritos. Mas os ex-secretários Liviomar Macatrão e Carlivan Braga; e os ex-vereadores Estevão Aragão e Marlon Garcia, prometem endurecer a batalha para aumentar o número de representantes.

O MDB que não tem representantes, terá Cleber Filho, herdeiro de Cléber Verde como principal nome, mas o prefeito Eduardo Braide deu uma forcinha e levou vários filiados do antigo PMN que não foram eleitos em 2020, para a nominata emedebista.

E os que estavam no MDB e não querem apoiar Braide foram para o PP, caso dos vereadores Gaguinho e Antônio Garcez, que vão ter a companhia do super favorito André Campos.

Vale destacar a Federação PT/PCdoB/PV, que terá Andrey Monteiro, Fátima Araújo, Astro de Ogum e Coletivo de Nós, mas terá reforço de outros nomes na disputa como do ex-vereador Honorato Fernandes.

Por fim, teremos Marquinhos no União Brasil, que é o franco favorito, cotado até para o ser mais votado entre os 31 eleitos. O PDT ficou fácil para Raimundo Penha; o PL será exclusivo para eleger Aldir Júnior; assim como o Avante para Beto Castro.

Caberá aos demais vereadores do PRD, PSDB e DC, lutarem pelo quociente, assim como aqueles que não estão com representantes na Câmara, caso do Solidariedade, Agir, Novo, Mobiliza e outros que vão atrás dos seus espaços.

Veja como ficou a distribuição partidária na Câmara de São Luís:

Base de Duarte Júnior

Paulo Victor (PSB)
Ribeiro Neto (PSB)
Álvaro Pires (PSB)
Concita Pinto (PSB)
Marcial Lima (PSB)
Nato Júnior (PSB)
Pavão Filho (PSB)
Silvana Noely (PSB)
Umbelino Júnior (PSB)
Octávio Soeiro (PSB)
Marlon Botão (PSB)
Federação – PT/PV/PCdoB
Andrey (PV)
Fátima Araújo (PCdoB)
Astro de Ogum (PCdoB)
Coletivo Nós (PT)
Edson Gaguinho (PP)
Antônio Garcez (PP)
Chico Carvalho (PSDB)
Aldir Júnior (PL)

Base de Eduardo Braide

Francisco Chaguinhas (PSD)
Daniel (PSD)
Karla Sarney (PSD)
Marcos Castro (PSD)
Dr. Gutemberg (Republicanos)
Rosana (Republicanos)
Domingos Paz (DC)

Base de Fábio Câmara

Raimundo Penha (PDT)

Base de Neto Evangelista

Marquinhos (União Brasil)

Indefinidos

Beto (Avante)
Thyago Freitas (PRD)
Zeca Medeiros (PRD)

FONTE: Blog do Diego Emir