13/06/2024
Sem categoria

Procuradoria da Espanha pede 22 meses de prisão para Messi por fraude

A Procuradoria Geral da Espanha pediu que o atacante Lionel Messi, do Barcelona, seja condenado a 22 meses e meio de prisão por fraude fiscal cometida entre 2007 e 2009, informou nesta quinta-feira (8) o jornal “El País”.
De acordo com o periódico, as autoridades espanholas admitem que Messi é “leigo” em assuntos tributários, mas que “não pode ignorar” que boa parte das receitas de exploração dos seus direitos de imagem vinham de empresas sediadas em paraísos fiscais, como Uruguai e Belize.

O argentino é acusado de uma fraude fiscal contra a Fazenda de 4,1 milhões de euros (cerca de R$ 18 milhões).
Nesta semana, a Promotoria da Espanha já havia pedido 18 meses de prisão para o pai de Messi, Jorge Horacio Messi.
No documento apresentado ao Tribunal de Instrução de Gavà, o Ministério Público inocenta o jogador no caso, ao entender que ele não teve conhecimento da fraude cometida pelo pai, uma opinião contrária à do tribunal de Barcelona, que o mantém como acusado.
A Promotoria inicialmente acusou o atacante argentino e seu pai, no entanto, meses mais tarde, pediu o arquivamento das denúncias contra o atleta, depois de ambos pagarem 5 milhões de euros. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.