28/05/2024

Série B 2023 terá um estreante, sete times do nordeste e ausência de “grandes”

Com o fim do Campeonato Brasileiro da Série A, B e C, já é possível ter um desenho de como vão ser as divisões do principal torneio futebolístico do país. Para os maranhenses, a 2ª divisão é a mais atrativa, pois é a competição de maior nível que há presença de um clube local: o Sampaio Corrêa. Para 2023, a ausência de times “grandes” tira um pouco da visibilidade do torneio, mas pode aumentar o equilíbrio entre as equipes que vão ser compostas por um estreante, sete nordestinos, sete paulistas e os demais da região Sul, Sudeste e Centro Oeste.

Em 2023, dentre os 20 clubes da 2ª divisão só teremos um estreante, trata-se do Mirassol do interior de São Paulo, que venceu a série C e faz sua primeira participação na série B. Outros com um histórico recente na competição é o Tombense de Minas Gerais com apenas sua segunda disputa no próximo ano e Novorizontino de São Paulo que vai para sua quarta vez.

Os demais clubes podem ser considerados velhos conhecidos da 2ª divisão e por enquanto ninguém supera o CRB/AL que terá 33 participações, sendo a 9ª seguida desde 2015, mas já chegou a disputar 16 vezes consecutivas entre 1994 a 2008. A última vez que esteve na Série A foi em 1984. E nunca foi campeão da Série B.

O segundo com mais participações é o Ceará que volta após seis anos da sua última participação que foi em 2017. O clube cearense vai para sua 31ª disputa de segunda divisão, sendo que nunca foi campeão.

O terceiro com mais participações é o Londrina que fez uma boa campanha em 2022, mas escorregou diversas vezes. O clube paranaense vai disputar pela 27ª vez a série B, sendo campeão uma única vez em 1980 e permaneceu por dois anos na Série A em 1981 e 1982, e nunca mais voltou.

Ainda tem como destaque na segundona o Sport e o Guarani, ambos campeões brasileiros de 1987 e 1978, respectivamente. O Leão de Recife vai para sua 14ª disputa e já venceu uma vez em 1990, a última vez que esteve na primeira divisão foi em 2021. Já o Bugre jogará pela 17ª vez a série B, sendo campeão uma vez em 1981 e desde 2010 está fora da série A.

O Sampaio, o representante maranhense vai para a sua 20ª participação na Série B, tendo sim campeão uma única vez em 1972 e a última vez que esteve na primeira divisão foi em 1986. Em 2022 fez a sua melhor campanha da era dos pontos corridos, terminando em 5º lugar. Em 2023, ano que completa 100 anos, existe o sonho de subir para a Série A.

Outros times velhos conhecidos da Série B vão estar presentes, assim como vários clássicos regionais vão ter destaque como Guarani e Ponte Preta; Vila Nova e Atlético/GO; Avaí x Criciúma e vários outros.

Confira a relação completa de participações a contar com a edição de 2023 dos clubes da série B do próximo ano:

CRB – AL – 33 participações
Ceará – CE – 31 participações
Londrina – PR – 27 participações – Uma vez campeão em 1980
Criciúma – SC – 26 participações – Uma vez campeão em 2002
Vila Nova – GO – 25 participações
Avaí – SC – 24 participações
Ponte Preta – SP – 22 participações
ABC – RN – 22 participações
Sampaio Corrêa – MA – 20 participações – Uma vez campeão em 1972
Atlético – GO – 18 participações – Uma vez campeão em 2016
Guarani – SP – 17 participações – Uma vez campeão em 1981
Botafogo – SP – 17 participações
Sport – PE – 14 participações – Uma vez campeão em 1990
Juventude – RS – 14 participações – Uma vez campeão em 1994
Vitória – BA – 12 participações
Chapecoense – SC – 6 participações – Uma vez campeão em 2020
Ituano – SP – 6 participações
Novorizontino – SP – 4 participações
Tombense – MG – 2 participações
Mirassol – SP – 1 participação

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.