19/06/2024
Sem categoria

VASCO SAI DA FILA DE ESPERA, TIME DA COLINA CONSEGUE NO SUFOCO SER CAMPEÃ DA COPA DO BRASIL DE 2011

Para tristeza da não flamenguista, o Vasco da Gama botou a mão na taça e tem mais um título na página de sua história

Um grito preso na garganta a mais de oito anos. A torcida do Vasco volta a carimbar o coro de ‘é campeã’ ou então o velho e surrado jargão de que ‘o campeão voltou’.
O Vasco da Gama é o novo campeão da Copa do Brasil, título conquistado em final ‘cardíaca’ diante do Coritiba. Foram dois jogos emocionantes para deixar qualquer torcedor aflito e abalado emocionalmente.
No primeiro jogo realizado no dia 1º junho, no Estádio São Januário, o Vasco fez o dever de casa, e venceu por 1 a 0, com gol do atacante Alecsandro.

Com a vantagem o Vasco foi para o jogo decisivo na casa do adversário, no Estádio Couto Pereira, que virou o palco da glória vascaína e melancolia aos torcedores do coxa.
Em jogo eletrizante, e apesar da derrota de 3 a 2, o time do Vaco saiu com a taça, garantindo o passaporte para a Copa Libertadores da América de 2012.

Aconteceu de tudo no Couto Pereira e a taça chegou próxima também do Coritiba, que venceu por 3 a 2. Mas o gol qualificado definiu o título para os vascaínos. Tudo começou com Alecsandro, ex-Inter, que abriu o placar e complicou a vida do Coritiba logo na primeira metade da etapa inicial. Em boa jogada pela lateral, Diego Souza lançou Éder Luiz, que cruzou na entrada da pequena área e o centroavante cutucou para as redes. Depois do jogo ele lembraria de sua primeira entrevista coletiva ao deixar o Colorado. “Eu cheguei e falei que estava vindo para ser campeão. Me olharam meio atravessado, mas agora está aí”, comemorou. Mas o Coritiba acreditava e foi em busca do resultado. Bill igualou ainda aos 29 minutos. Em cruzamento de Davi, a bola foi desviada por Jonas para a segunda trave e ele mandou de cabeça para o fundo do gol. E não parou por aí, pois o clube paranaense virou a partida aos 43 minutos. Davi aparou rebote de primeira e chutou com força para marcar o segundo gol antes da virada para o segundo tempo.Aos 13 minutos da etapa final, o goleiro do Coritiba, Edson Bastos, dificultou novamente as coisas. Ele teve uma falha incrível que propriciou novo empate. Éder Luiz chutou rasteiro, no meio do gol, de fora da área, e acabou pegando o arqueiro no contrapé. O Coritiba, contudo, não iria desistir facilmente e, num golaço de William, marcou o 3 a 2. Ele soltou uma bomba de trivela, com muito efeito. Ela contornou o goleiro do Vasco e entrou no ângulo direito, aos 21 minutos. Faltava mais um tento, e os paranaenses mudaram a formação para três atacantes e se lançaram ao gol carioca. A pressão foi intensa e mais três chances foram desperdiçadas, mas o gol não saiu, para tristeza da torcida, que apoiou até o último dos 50 minutos da etapa final, somados os descontos.

FICHA TÉCNICA – CORITIBA 3 x 2 VASCO

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data:8 junho de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (Horário de Brasília)
Árbitro: Sálvio Spínola (Fifa/SP)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)

GOLS:

Coritiba: Bill, aos 29 minutos do primeiro tempo; Davi, aos 44; William, aos 12 do segundo tempo
Vasco: Alecsandro, aos 12 minutos do primeiro tempo; e Eder Luis, aos 12

CARTÕES AMARELOS: Léo Gago, Bill (COR); Eduardo Costa, Felipe (VAS)

CORITIBA: Edson Bastos; Jonas, Demerson, Emerson e Lucas Mendes (Eltinho); Willian, Marcos Páulo (Leonardo), Léo Gago (Marcos Aurélio), Rafinha e Davi; Bill Técnico: Marcelo Oliveira

VASCO: Fernando Prass; Allan, Dedé, Anderson Martins e Ramon; Eduardo Costa, Rômulo, Felipe (Jumar) e Diego Souza (Bernardo); Alecsandro e Éder Luís Técnico: Ricardo Gomes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.