13/06/2024

A miséria enriquecendo

Por Riba Um

Olhe bem para a foto acima! Ela lembra uma família que vive em excelentes condições sanitárias e com um serviço de saúde pública de qualidade? Claro que não, mas não foi isso o que apontaram os dados apresentados pela Prefeitura de Bela Vista do Maranhão ao Ministério da Saúde, que recebeu 2 dois milhões e setecentos mil reais de emendas parlamentares de um mecanismo estranho de repasse de verbas apelidado de “Orçamento Secreto”. O Ministério não exige a identificação do paciente, mas apenas o código do procedimento que as prefeituras afirmam terem feito. O prefeito de Bela Vista do Maranhão é Augusto Filho, filiado ao PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A utilização da miséria para o enriquecimento de políticos maranhenses não pára por ai e, assim como Bela Vista, os municípios de Miranda do Norte, Afonso Cunha e São Francisco do Maranhão, tiveram as tais “verbas de relator” bloqueadas pela Justiça Federal, diante da flagrante farra de desvios denunciada pelo Ministério Público e todos os outros órgãos de controle. O anonimato dos parlamentares que destinam as fortunas é fácil de ser desmascarado: Miranda do Norte tem como prefeita Angélica Bonfim, também do PL de Bolsonaro e mãe do deputado federal Júnior Lourenço, claro, também um “liberal, conservador e patriota” e apoiador declarado da candidatura do senador Weverton Rocha, do mesmo PDT do prefeito de Afonso Cunha, Arquimedes Bacelar.

Embora os chamados apoiadores de Jair Messias Bolsonaro jurem de pés juntos que o amaldiçoado Orçamento Secreto não contenha nenhuma irregularidade, já que foi aprovado pelo Parlamento Brasileiro, a verdade é que ele passou a ser usado abertamente para calar vozes, retirar assinaturas, ganhar novos adeptos e até ajudar prováveis adversários de fachada, como e o caso de Weverton Rocha, que vive tremular a bandeira da oposição ao Presidente no plano nacional, mas tem como parceiro de chapa um legitimo integrante da tropa de choque do Messias.

A Justiça Federal certamente irá mais a fundo nas investigações e descobrir, por exemplo, porque cada habitante do municipio de Pedreiras extraiu 19 dentes em um ano, ou a razão de Santa Quitéria ter realizado mais exames de HIV do que a maior cidade do país, São Paulo, em 2021. E de escândalo em escândalo vão caindo as máscaras dos que se julgam dinos das verdades e símbolos da honestidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.