20/04/2024

Aos 75 anos, Alcione diz que não abre mão da vaidade e conta que doa parte de suas roupas a transformistas

Das 29 edições do tradicional Prêmio da Música Brasileira (PMB), Alcione arrebatou 21 troféus, concorrendo em variadas categorias. Agora, no trigésimo ano da cerimônia, Marrom não terá páreos: ela sobe nesta quarta-feira (dia 31) ao palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro como a grande homenageada da festa que vai celebrar seus 75 anos de vida e 50 de carreira fonográfica.

— Eu nem me lembro da última vez em que chorei, sou dura na queda. Mas tenho certeza de que não vai faltar emoção e boa música. Muita coisa vai ser surpresa pra mim — afirma a querida maranhense, que também será enredo da Estação Primeira de Mangueira em 2024: — Eu não esperava por isso tudo. Acho que tem tanta gente pra ser homenageada, e me passaram na frente… Mas, quando fui ver, já são 50 anos! Então, estou pronta para receber.

Apresentada pelo influenciador digital Felipe Neto, pelo ator, escritor e diretor Lázaro Ramos e pela cantora Lilian Valeska, a festa será transmitida, ao vivo, por um telão na Cinelândia e pelos canais no YouTube de Felipe Neto e do PMB, a partir das 19h30 (com tapete vermelho e bastidores; às 21h, começa a cerimônia). O 30º Prêmio da Música Brasileira terá encontros inéditos, baseados no repertório da homenageada, de veteranos e revelações da cena musical brasileira. Péricles e Ferrugem, por exemplo, estarão num pot-pourri de “Meu vício é você”, “Estranha loucura” e “Um ser de luz”. E o DJ Pedro Sampaio vai performar ao lado de Alcione no sucesso “Não deixe o samba morrer”.

— Fiquei surpreso com o convite. Nem parece que é real estar no meio de tantas lendas da música… — comentou Sampaio durante o ensaio com Marrom, que ficou admirada com a sonoridade eletrônica que o DJ imprimiu ao seu clássico.

Fundador e diretor da premiação, José Maurício Machline conta que, enquanto idealizava esta edição, ficou imaginando maneiras inusitadas de apresentar uma obra já tão cantada e regravada.

FONTE: Por Naiara Andrade (EXTRA MÚSICA)