18/04/2024

Aracy Balabanian morre aos 83 anos

A atriz Aracy Balabanian morreu, aos 83 anos, na manhã desta segunda-feira (7). A artista, que havia sido diagnosticada com câncer de pulmão no fim do ano passado, estava internada na Clínica São Vicente, na Gávea, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A notícia foi confirmada por familiares e amigos.

O velório da atriz sendo  realizado em um teatro no Rio de Janeiro e aberta ao público. O corpo da artista será cremado e essa cerimônia, no entanto, será restrita para familiares e amigos.

Quem foi Aracy Balabanian?

Natural de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, Aracy Balabanian estreou na televisão em 1965 ao protagonizar “Antígona”, de Sófocles, numa versão teleteatral pioneira da TV Tupi. Antes disso, a então jovem artista — formada pela Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo (USP) — se destacou pela atuação nos palcos em espetáculos do grupo Teatro Brasileiro de Comédia, o TBC. De lá pra cá, ela sempre se dividiu entre os tablados e os estúdios televisivos.

A artista apenas teve a aceitação do pai — a família, oriunda da Armênia, não aprovava sua incursão pelas artes — após estrelar “Antônio Maria” (1968), novela da TV Tupi em que contracenava com Sérgio Cardoso. Filha de imigrantes, Aracy teve a paixão despertada pelo teatro ainda criança, quando já morava em São Paulo e foi levada pelas irmãs mais velhas para assistir a uma peça de Carlo Goldoni com a companhia de Maria Della Costa. “Chorei muito. Estava emocionada porque era aquilo que eu queria. É muito difícil para uma criança de 12 anos, ainda mais naquela época, querer ser atriz e já perceber que ia ter muitas dificuldades”, relembrou, ao site “Memória Globo”. “Comecei numa época em que não era bonito fazer televisão, nem teatro”, acrescentou.

Entre os folhetins em que atuou, destacam-se títulos como “Corrida de ouro” (1974), “Bravo!” (1975), “O Casarão” (1976), “Coração alado” (1980), “Locomotivas” (1986), “Rainha da sucata” (1990) — que lhe rendeu sua personagem mais famosa, a mãe super protetora Dona Armênia — e “A próxima vítima” (1995), além do programa infantil “Vila Sésamo” (1972), todos exibidos pela TV Globo.

Mais recentemente, a atriz chamou atenção ao interpretar a divertida socialite Cassandra, em “Sai de baixo”, seriado de humor criado por Luis Gustavo e Daniel Filho, e que ficou no ar, na TV Globo, entre 1996 e 2002. A atração fez sucesso entre diversas gerações e cristalizou seu nome entre um público amplo, devido às constantes reexibições do programa. “Eu me vi fazendo uma coisa que é o sonho de todo ator: teatro e televisão, ao mesmo tempo. Só que era um espetáculo ensaiado numa tarde”, relembrou ela, ao falar sobre o trabalho no sitcom — gravado ao vivo num teatro — em que contracenava com nomes como Miguel Falabella, Marisa Orth e Luis Gustavo.