22/02/2024

Arraial da Cidade atrai grande público na primeira noite de festança

O Arraial da Cidade, montado na Praça Maria Aragão pela Prefeitura de São Luís, foi aberto com chave de ouro na noite de sexta-feira (9), presenteando o numeroso público com seis apresentações de grupos folclóricos locais e um show de artista regional. O grande terreiro atraiu pessoas de todos os bairros da cidade, entre crianças, adultos e idosos, que aproveitaram o espetáculo da cultura maranhense na primeira noite de festança. O espaço funcionará sempre de quinta-feira a domingo, com início da programação às 19h.

Na noite deste sábado (10), a programação será retomada com a presença do tambor de crioula Milagre de São Benedito, Boi de Morros, show de PP Júnior, Boi Novilho Branco, Boi Oriente, Boi de Axixá e Boi de Maracanã, além dos grupos que se apresentarão no Barracão do Forró e no Espaço Reggae. A festa continua no domingo (11).

 “Nosso arraial disponibiliza uma grande estrutura pensada para acolher as famílias ludovicenses e os turistas com conforto e segurança. Este é um período de alegria e, também, de geração de renda para a população. E é justamente isso que temos presenciado em toda esta área e em seu entorno”, disse o prefeito Eduardo Braide, acompanhado da primeira-dama, Graziela Braide.

O prefeito frisou que a festa também atrai turistas de todo o Brasil e do exterior, como foi observado na primeira noite. “Basta dizer que os hotéis da capital a cada dia estão mais lotados, o que demonstra a pujança do nosso São João, sem dúvida um dos mais contagiantes do Brasil. Sejam todos bem-vindos ao Arraial da Cidade, pois a festa está só começando”, acrescentou.

O cenário ganhou incrementos nesta edição, com mais um palco para apresentações de cantores e bandas nacionais. Além do veterano Barracão do Forró, a novidade é o Espaço Reggae, que homenageia o gênero que tem muitos adeptos na Jamaica Brasileira. Enquanto uns assistiam às apresentações das manifestações folclóricas no tablado ou aos shows no palco, outros dançavam agarradinho ou eram atraídos pelo ritmo nordestino.

Originalidade das manifestações

A primeira noite no Arraial da Cidade começou com o Boi de Santa Fé e seu bailado ritualístico. Capitaneado pelo amo Zé Olhinho, a manifestação folclórica encheu os olhos dos turistas, que ficaram maravilhados, principalmente, com o colorido e a exuberância da indumentária dos cazumbas.

“Nós estamos começando a nossa maratona de apresentações por este arraial, que é um dos melhores da cidade. Santa Fé veio trazer a sua energia. Que bom que o São João voltou com tudo”, disse Zé Olhinho.

Dona Ana Cleide Ribeiro, moradora da Ilhinha, marcou presença com o marido e os dois filhos. Ela disse que aprecia o Arraial da Cidade pelo tamanho da área e pela diversidade de atrações diárias. “Eu gosto porque é mais amplo e o tablado é gigante. Acredito que virei mais vezes”, disse.

A cantora Teresa Canto soltou a voz no palco da praça. Apresentou um show animado com repertório bem ensaiado e dançante, que rendeu elogios da plateia. “Nós prestamos uma homenagem ao centenário do poeta Gonçalves Dias, à cidade de São Luís, e aos artistas que já se foram e não tiveram a oportunidade de presenciar a retomada do nosso São João como ele merece. Que festa linda e parabéns à Prefeitura por esta grandiosidade”, disse Teresa Canto.

Na sequência, os integrantes do Boi de Nina Rodrigues subiram no tablado e deram um show de originalidade. Nina, sotaque de orquestra, se destacou pela beleza das índias e pela potência de sua orquestra. Uma das toadas mais conhecidas do público é “Nordeste Brasileiro”, entoada no arraial e cantada por quem assistia.

Os casais do Cacuriá de Dona Teté, por sua vez, entraram na sequência, mostrando sensualidade nas coreografias. O aniversário do grupo folclórico, que está completando 37 anos de existência, foi anunciado pela cantora Rosa Reis durante a apresentação. Rosa destacou, entre outras coisas, o legado deixado por Almerice da Silva Santos, a Dona Teté, que deu nome à manifestação. “Seu legado foi deixado para usufruto das próximas gerações”, enfatizou.

Alguns turistas arriscaram passos do cacuriá. Outros apenas acompanharam curiosos. “Adorei a apresentação. Muito dançante e alegre. É minha primeira vez aqui no Maranhão e já estou sabendo que o São João daqui dura dois meses. Já não quero mais ir embora”, disse Arthur Friburgo, natural do Rio de Janeiro.

Depois da sensualidade do cacuriá, entraram o colorido e a graciosidade do Boi Brilho da Terra e a criatividade do Boizinho Barrica, que chegou cantando a história da estrela bailarina que se apaixona por um novilho nos terreiros da Ilha do Amor e, depois, se perde no espaço sideral à procura de sua amada. O diretor artístico da Companhia Barrica, José Pereira Godão, elogiou o arraial.

“O nosso grupo precisa de muito espaço para dançar e aqui encontramos um tablado bastante grande, o que é ótimo para os nossos brincantes. Barrica veio dar o seu alô para dizer que a festa mais linda do ano já começou e que agora só descansa lá pelo meio de julho”, afirmou Godão, acrescentando que o grupo cumprirá uma maratona de apresentações até o final da temporada junina.

Do outro lado da praça, quem dava o tom era o Espaço Reggae, que recebeu as bandas Filhos de Jah e Maravista. A primeira, por exemplo, entoou músicas de bumba boi em ritmo de reggae. Ao lado, o Barracão do Forró começou com contação de histórias da literatura de cordel com a “Cia Imaginário” e a programação seguiu animada com Forró do Cabozé, Forró Bom Demais e Forró Seu Raimundinho e Pé no Chão.

A programação de abertura do Arraial da Maria Aragão foi finalizada com a apresentação do batalhão do Boi da Maioba, um dos mais tradicionais do Maranhão. A manifestação fez ecoar suas matracas e mostrou pujança. Depois de vários dias de ensaios itinerantes, foi a vez de fazer bonito na festa dedicada a São João.

 

Comida típica e espaços temáticos

Um dos destaques do Arraial da Maria Aragão é a praça de alimentação com a diversidade das comidas típicas maranhenses. Os proprietários das barracas trabalharão dobrado até o término da temporada para melhor atender ao público.

“Nós vínhamos nos preparando há pelo menos um mês para que pudéssemos fornecer o melhor aos clientes. E aqui o nosso cardápio é preparado diariamente, tudo fresquinho. Vamos ao supermercado todos os dias. Ano passado, foi um sucesso de vendas e este ano estamos bastante animados”, contou Isabela Reis, da barraca Casa do Ogro.

No Camarote do Turista, a hospitalidade maranhense fez a diferença. Segundo o secretário municipal de Turismo, Saulo Santos, o espaço foi ampliado para proporcionar mais conforto aos visitantes. Ele contou que a novidade são as parcerias com algumas empresas para oferecer degustação e comercialização de produtos regionais.

“Além disso, é um ponto de acesso a várias informações, mapas e programação do arraial. Tudo com muito conforto. Além de poder fazer reserva na Central de Atendimento ao Turista, eles podem também vir diretamente, pois serão recebidos com muito carinho”, explicou Saulo Santos.

Segurança, saúde, trânsito e limpeza

O arraial conta com apoio da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), que mobilizou equipes para atuar na segurança preventiva e ostensiva. A Guarda Municipal, por sua vez, patrulha nos perímetros interno e externo da praça com agentes motorizados e a pé.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) montou ambulatório de primeiros-socorros com médico, enfermeiro e técnicos de enfermagem. Além disso, o local dispõe de uma Unidade de Suporte Avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Em pontos estratégicos da cidade, há ambulâncias para transporte e remoção de pacientes de urgência e emergência.

A estrutura de pessoal e material das unidades que compõem a rede municipal de urgência e emergência também foi reforçada. No terreiro junino ainda são realizadas ações de prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs/AIDS), com distribuição de preservativos masculino e feminino, bem como autoteste para HIV, com orientação para a população.

Além disso, técnicos da Vigilância Sanitária da Semus fazem vistoria das condições higiênico-sanitárias e orientam sobre boas práticas para assegurar a qualidade dos alimentos. Para garantir a limpeza e conservação do espaço do evento, a Semosp disponibiliza equipes para varrição e recolhimento de resíduos, bem como equipes de plantão responsáveis pela iluminação.

Programação

Sábado (10)

19h – Tambor de Crioula Milagre de São Benedito

20h – Boi de Morros (orquestra)

21h – Show PP Júnior

22h – Boi Novilho Branco (alternativo)

23h – Boi Oriente (baixada)

00h – Boi de Axixá (orquestra)

01h – Boi de Maracanã (matraca)

Barracão do Forró

19h30 – Literatura de cordel com Moizes Nobre

20h – Forró Grude Aí

22h – Forró Pesado

00h – Forró Cheiro da Terra

Espaço Reggae

21h – Bives

23h – Banda Guetos

Domingo (11)

18h – Espetáculo teatral “A lenda do bumba meu boi”

19h – Dança Portuguesa Arte e Beleza de Portugal

20h – Quadrilha Asa Branca

21h – Boi Pirilampo (alternativo)

22h – Show Tierry

Barracão do Forró

19h30 – Literatura de Cordel “Raimundo Poeta”

20h – Forró Pegado

22h – Forró Não Gela

Espaço Reggae

21h – Katamarã

23h – Raiz Tribal