20/04/2024

Arraial da Cidade recebe grupos folclóricos após cortejo XII Clarins da Ilha

Uma programação especial tomou conta do Arraial da Cidade na noite da quinta-feira (22). O terreiro junino organizado pela Prefeitura de São Luís na Praça Maria Aragão (Beira-Mar) foi aberto com a apresentação do Boi Estrela da Cohab Mirim, seguido do Grupo Piaçaba, originário da Madre Deus e que leva aos terreiros juninos os diferentes ritmos e sotaques das manifestações culturais maranhenses. Em seguida, mais grupos desaguaram na praça, depois de participarem de mais uma edição do Clarins da Ilha.

O público que se dirigiu à Praça Maria Aragão nesta quinta-feira aguardava, principalmente, os grupos de bumba boi sotaque de orquestra que se confraternizaram durante o XII Clarins da Ilha, procedentes da Igreja de São João, onde receberam as bênçãos do padre Antônio José (Oblato). O evento é uma iniciativa da Prefeitura de São Luís em reverência à cultura maranhense, em especial ao bumba meu boi, destacando-se como uma das celebrações mais emblemáticas deste período.

Um total de sete grupos seguiram da igreja pelas ruas do Centro Histórico em cortejo animado com suas orquestras dando o tom da caminhada dançante. O trajeto foi acompanhado pelo público, entre simpatizantes das brincadeiras e turistas, que aproveitaram o momento para registrar com fotos e vídeos a alegria contagiante dos brincantes.

“É muito animado. Eu vou mostrar lá no Sul. É lindo e revela a cultura forte do bumba meu boi, que nós só conhecíamos pela televisão e internet. Realmente, vale a pena ver de perto”, disse Júlia Giardini, turista de Porto Alegre (RS).

Interação com o público

Os grupos de bumba meu boi evoluíram com suas belas indumentárias e chamaram atenção de quem marcava presença no Arraial de Santo Antônio, um dos mais tradicionais de São Luís. “Eu não sabia que eles passariam. Aí saí do arraial e corri para ver. É o maior barato. Adorei!”, afirmou a psicóloga Janaína Ribeiro, maranhense radicada em Salvador (BA.

Energizados pelo brilho da lua que iluminava a indumentária de seus brincantes, participaram os bois Mirantes da Ilha, Brilhoso do Sol e Mar, Bumba Meu Boi da Cidade Operária, Encanto da Ilha, Lendas e Magias, Boi de Upaon-Açu e Brilho da Juventude. Lendas e Magias, por exemplo, está completando 14 anos no São João do Maranhão e fez uma participação contagiante. Segundo o coordenador do batalhão, Cleydson Lima, participar do Clarins da Ilha é uma satisfação para todos os brincantes.

“Este é o nosso terceiro ano participando desse cortejo, quando recebemos as bênçãos do padre e seguimos cantando nossas toadas em direção à Praça Maria Aragão. Daqui, iremos para mais quatro apresentações e voltaremos para casa somente na madrugada de sexta-feira. Viva o São João da nossa cidade”, disse Cleydson Lima.

Vaqueiros, índias e índios do Boi Brilho da Juventude, do bairro Maiobão, também participaram. Cidelene Ferro, uma das coordenadoras do boi, disse que a manifestação folclórica participa da iniciativa há 10 anos.

“Nosso batizado foi no dia 17 e viemos também hoje para agradecer ao santo, do qual somos devotos. É um evento que agrega bastante dentro da programação junina da cidade e é uma oportunidade para as pessoas que moram no Centro de poder ver o boi passar em suas portas”, disse Cidelene Ferro.

Ao chegarem à Maria Aragão, cada grupo teve cerca de 20 minutos para evoluir no tablado e receber os aplausos do público que participava da festa. “Esta edição do Clarins da Ilha reafirma o compromisso da Prefeitura de São Luís em valorizar e preservar as manifestações culturais do Maranhão, proporcionando um momento de integração entre os grupos de bumba meu boi e fortalecendo a identidade cultural da nossa cidade”, disse o secretário municipal de Cultura, Marco Duailibe.