22/02/2024
Sem categoria

Camara Municipal retoma hoje aos trabalhos apos 15 dias fechada para reforma

POLITICA
Suplente Osmar Filho deve ocupar a vaga da vereadora Helena Duailibe, que assumiu a Secretaria de SaUde, mas Severino Salles ainda se articula.
Carla Lima
Da Editoria de Política
10/02/2014 

Foto: Paulo Caruá
Vereadores voltarão apenas hoje aos trabalhos
Hoje acontece a primeira sessão legislativa da Câmara Municipal de São Luís em 2014. Entre as novidades, a posse do suplente da secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe (PMDB), Osmar Filho (PSB) – que pediu licença do cargo de secretário de Articulação Política do governo de Edivaldo Júnior (PTC) para assumir o mandato.
A previsão é de que o socialista permaneça no cargo, pois dessa forma reforça o PSB na Câmara, que passa a ter três vereadores e ainda deixa espaço para o seu partido na administração municipal, já que a Secretaria de Articulação Política deverá permanecer com a legenda. O nome de quem deverá substituir Osmar Filho somente deve ser anunciado na tarde de hoje pelo prefeito Edivaldo Júnior.
No entanto, isso ainda não está definido. Osmar Filho tem o receio de deixar o cargo na Prefeitura para assumir na Câmara e a titular da vaga, Helena Duailibe, não permaneça na Semus e ele tenha que deixar o Legislativo municipal sem a possibilidade de retornar ao posto anterior.
Caso Osmar Filho opte pela articulação política da Prefeitura, ficará em seu lugar na Câmara o segundo suplente, ex-vereador Severino Sales (PRP). Segundo ele, durante toda semana passada, não houve qualquer reunião com Osmar Filho para tratar vaga na Câmara dos Vereadores.
“Nunca conversamos. Estou de expectador para saber qual será a decisão de Osmar Filho”, disse Sales.
Uma outra situação que poderá ocorrer é a terceira suplente, Kátia Lobão (PMDB), requerer na Justiça eleitoral o direito de assumir o mandato com a licença de Helena Duailibe, já que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já definiu que o mandato pertence ao partido e não ao candidato.
Com isso, Kátia Lobão pode acionar tanto Osmar Filho quanto Severino Sales por infidelidade partidária, já que eles deixaram o PMDB em setembro do ano passado. Segundo Severino Sales, antes de deixar a legenda, ele entregou uma carta falando de suas pretensões e o partido teria liberado o ex-vereador para trocar de sigla.
O PMDB também poderia fazer isso, no entanto, segundo Roberto Costa, presidente municipal da legenda, se o PMDB decidisse contestar a legitimidade de Osmar Filho assumir a vaga de Helena Duailibe atrapalharia a vereadora assumir a Semus.
“Decidimos não causar qualquer imbróglio para a doutora Helena Duailibe. E contestar o mandato de Osmar Filho poderia atrapalhar a vereadora”, afirmou Roberto Costa.

Regimento deverá ser reformado

Na sessão de abertura, que ocorreu na segunda-feira,3, conforme legislação, o presidente em exercício da Casa, Astro de Ogum (PMN), apontou três assuntos que deverão ser destaque no primeiro semestre deste ano na Câmara: alterações na Lei de Zoneamento, análise do projeto de lei de Rose Sales que prevê a aplicação da Lei da Ficha Limpa para cargos públicos municipais e ainda a votação da reformulação do Regimento Interno da Casa.
As mudanças no regimento da Câmara deverão ser colocadas em pauta ainda este mês. Foram feitas modificações para atender 31 vereadores, já que o regimento que é usado hoje é direcionado apenas para os 21 parlamentares.
A Lei da Ficha Limpa para cargos municipais é uma proposta que tramita na Casa desde o início do ano passado, mas não chegou nem ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. Segundo Astro de Ogum, essa matéria será analisada ainda este semestre.

Mais

Os trabalhos na Câmara de São Luís retornaram no dia 3 deste mês. No entanto, devido à reforma na Casa, que não foi concluída a tempo, as sessões ordinárias da semana passada foram suspensas e somente hoje que recomeçarão.
==============================================

Nova sede da Camara sera na antiga Fabrica Sao Luis

Legislativo passou por mais uma reforma para garantir o uso pelos vereadores.
10/02/2014 

Foto: Arquivo
Área da antiga Fábrica São Luís
Novos pisos nos gabinetes dos vereadores, reparos no telhado e pintura da fachada. Essas foram algumas das intervenções feitas na Câmara Municipal de São Luís durante o recesso parlamentar de janeiro.
Segundo Astro de Ogum, foram gastos cerca de R$ 10 milhões. “Fizemos intervenções necessárias para melhorar o Legislativo de São Luís. Além do telhado, que corria risco de cair, reformamos banheiros e gabinetes dos vereadores”, afirmou Ogum.
Durante a reforma, o presidente em exercício da Câmara fechou com a superintendente do Instituto de Patrimônio Histórico (Iphan), Kátia Bogea, a disponibilidade da Fábrica São Luís, na Madre Deus, para ser a nova sede do Legislativo municipal. Junto com a concessão, foi garantida a reforma do prédio, que deverá custar algo em torno de R$ 15 milhões.
“O Iphan executará a obra e a Câmara vai ficar responsável pelo projeto da nova sede do Legislativo. Além do prédio principal, a Câmara terá um anexo”, disse o presidente.
Serão 33 gabinetes, 300 vagas no estacionamento e ainda refeitório. O início para a construção do anexo e para a reforma do prédio principal na Fábrica São Luís está previsto para janeiro de 2015.

Mais

O atual prédio da Câmara passou por reforma no ano passado para abrigar 10 novos vereadores, que garantiram vaga com o aumento de assentos na Casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.