20/04/2024

I Encontro de Mulheres na Cultura Popular

O projeto faz parte de uma das ações culturais desenvolvidas na Capelinha de São Benedito, localizado na Praça da Faustina, em São Luís. Esse espaço foi inaugurado em 2013.

O sábado de aleluia em São Luís será marcado pela celebração dos 10 anos do projeto “Mulheres que dão no couro”, idealizado pela produtora cultural Carla Coreira. Para comemorar uma década de existência e resistência será realizado o “I Encontro de Mulheres na Cultura Popular”, no último sábado do mês de março (30), no horário das 14h às 20h, na Praça da Faustina, localizada na Praia Grande, Centro Histórico de Sâo Luís.

A festa terá como atrações as Dj´s Vanessa Serra e Joana Gollin, no comando da discotecagem com um set list variado, show da cantora Gisele Padilha, apresentação do grupo Flor de Maracujá, mulheres cazumbá, mulheres capoeira, zambumbada com Tayna Redondo, Mestra Rôxa e as caixeiras do Divino Espírito Santo, tambor de crioula com “Mulheres que dão no couro” e participação da feira criativa de mulheres do movimento de brechó da Ilha.

O projeto “Mulheres que dão no couro” é um projeto voltado para mulheres aprenderem a prática do toque e da dança do Tambor de Crioula. O projeto faz parte de uma das ações culturais desenvolvidas na Capelinha de São Benedito, localizado na Praça da Faustina, em São Luís. Esse espaço foi inaugurado em 2013, após a revitalização da Praça, construindo a capelinha a partir de uma antiga lixeira, em pleno Centro Histórico de São Luís.

A ação ‘Capelinha de São Benedito’ recebeu o prêmio nacional Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A premiação reconhece ações de preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro, levando em consideração a sua originalidade, criatividade, relevância e caráter exemplar.

O projeto “Mulheres que dão no couro” surgiu em 2014, através da produtora cultural e brincante popular Carla Coreira, que nasceu e cresceu na Cultura Popular maranhense, no quilombo Santa Rosa dos Pretos em Rosário, Maranhão. A partir de suas vivências no Tambor de Crioula, Carla enxergava um movimento bastante machista no que se relacionava ao fato de tocar o tambor, ação essa só exercida por homens.

Carla então, decidiu criar o projeto ”Mulheres que dão no couro”, para ensinar mulheres a tocar e dançar o Tambor de Crioula, com o objetivo de quebrar o preconceito e o machismo existente nos grupos de tambor em relação aos saberes populares e contribuir com o protagonismo feminino nas tradições da cultura popular do estado do Maranhão.

Será uma grande celebração as mulheres que fazem a cultura popular de São Luís, além de ser uma comemoração aos dez anos de nossa oficina que é uma forma de dar um empoderamento a mulher no Tambor de Crioula onde a prática era reservada exclusivamente aos homens. Foi por conta dessa situação que eu decidiu lançar o projeto “Mulheres que dão no couro”, que tem o propósito de instruir e capacitar mulheres na arte de tocar e dançar o Tambor de Crioula e sua relação com a cultura popular de nosso estado”, explicou Carla Coreira.

Serviço
O quê: 10 anos da oficina “Mulheres que dão no couro
Quando: Neste sábado (30), das 14h às 20h
Onde: Praça da Faustina, Praia Grande, Centro Histórico de São Luís
Informações: Carla Coreira 98 98879-4219/ Samartony Martins 98 98801-6028