19/05/2024
Sem categoria

Instituto Lula terá participação de dois ministros do governo Dilma

DE SÃO PAULO – O ex-presidente Lula convocou dois ministros do governo Dilma Rousseff para seu Instituto Lula, cuja criação foi formalizada ontem a portas fechadas. Ele não divulgou o texto do estatuto nem o orçamento da entidade.
Aloizio Mercadante (Ciência e Tecnologia) e Celso Amorim (Defesa) se dividirão entre a Esplanada e a organização, que substitui o Instituto Cidadania e dará suporte às atividades políticas do petista.
Oito ministros da gestão Lula também foram convidados: Franklin Martins, Márcio Thomaz Bastos, Miguel Jorge, Nilcéa Freire, Sérgio Rezende, Walfrido dos Mares Guia, Luiz Dulci e Paulo Vannuchi.
Os dois últimos integram a direção da entidade, junto com a ex-assessora da Presidência Clara Ant, o deputado José de Filippi (PT-SP) e o ex-presidente do Sebrae Paulo Okamotto, que assumiu o cargo de diretor-presidente.
Lula será o presidente de honra do instituto, cargo simbólico que já exerce no PT. No total, a entidade terá 38 sócios, incluindo a ex-primeira-dama Marisa Letícia e o presidente do PT, Rui Falcão.
O estatuto, que não foi divulgado na íntegra, prevê a assinatura de convênios com empresas e com o poder público. Okamotto disse, porém, que a orientação é não pedir recursos ao governo brasileiro.
“Os sócios não recebem nada. As pessoas que trabalharem para o instituto de forma integral vão receber salário”, afirmou. Lula, que já recebe salário do PT e cobra por palestras, não está nesta lista.
A reunião que criou o instituto foi feita a portas fechadas num hotel da zona sul de São Paulo. Lula não deu entrevista e orientou os sócios a não falar sobre o valor que planeja captar para bancar a entidade.

Fonte: Folha de São Paulo, 16 de agosto de 2011

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.