27/02/2024

Jersan Araújo: “Políticos do Maranhão mostram suas caras de oportunistas”

 

Jogo espúrio na política maranhense motivou-me a voltar a escrever e registrar o meu repúdio, como cidadão e eleitor; o meu protesto e a minha reprovação a atitudes e ações da maioria dos políticos mais influentes do Estado. Houve recuos e traições, não para melhorar a situação do Maranhão, o segundo ente mais pobre da federação, consequência das péssimas administrações, apesar da propaganda que custou milhões do dinheiro público transferido para as agências publicitárias, jornais, rádio e TV mostrar o contrário. Temos o Maranhão de verdade, mergulhado em verdadeiro caos e o Maranhão de mentiras mostrado nas propagandas veiculadas nos órgãos de comunicação a um alto preço.

A gestão política no Maranhão só serve para folha de pagamento, obra e infraestrutura zero.

O dinheiro e os interesses pessoais da maioria dos poderosos fala mais alto pra essa gente do que a visível necessidade da população. Lamentável a posição do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto que nas eleições municipais foi considerado pelo então vice-governador Carlos Brandão como desertor juntamente com o deputado Weverton Rocha, a quem ele jurava apoio à sua candidatura ao Governo do Estado, mas traiu o pedetista para emplacar a sua esposa como primeira suplente de Flávio Dino, ex-governador e candidato a senador nas eleições de outubro. O acordo de futuramente ser Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado também contribuiu para essa decisão vergonhosa.

Há quem diga “que isso é política”, no que eu discordo: isso é politicagem, traição, falta de dignidade e desrespeito aos eleitores. Weverton, também, rompeu apenas de mentirinha com o grupo de Flávio Dino. A constatação é vista quando ele declara apoio à candidatura de Dino para o Senado. Político sério rompe e não retorna ao ninho, ou, então continua calado obedecendo as ordens do patrão.

 

Nesse jogo não se pode excluir o MDB, que passou a ser mais Dino do que os caciques do partido como Zé Sarney e João Alberto. Os emedebistas liderados por Roseana se acovardaram de enfrentar a máquina governista que se movimenta em busca de novas adesões, sem se preocupar com os custos que isso representa para o erário. Contribuiu para essa desistência de postulação de Roseana, que ameaçou ser candidata ao governo a “garantia” de que que ela será deputada federal sem fazer campanha ou gastar dinheiro, e ainda a subserviência do então governador Flávio Dino que depois de esculhambar e denunciar a ex-governadora, foi puxar saco do ex-presidente Sarney, em nome da paz.

Lamentavelmente os jornais e a maioria dos blogueiros, também garante empregos e outras benesses para defender os poderosos. Alguns poucos se aliam à pequena oposição e assumem posições, não por idealismo ou convicção, mas por simples interesses pessoais ou porque não tiveram oportunidade no poder. É um momento que a sociedade precisa refletir sobre o governo que temos e os rumos que esse estado tomará no futuro, considerando o comportamento de políticos corruptos e/ou corruptores e de uma imprensa alienada, cumplice desses desmandos e ausência de vergonha na cara.

Peço desculpas aos leitores pela contundência em colocações aqui explicitadas, mas não dá para amenizar os termos, principalmente pelo desrespeito dos políticos que negociam consciências, ignorando a ética e os bons costumes. Posições vergonhosas…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.