21/05/2024

LIVRO REÚNE DUAS PESQUISAS DA TRAJETÓRIA AUDIOVISUAL MARANHENSE

O Professor Mestre Euclides Moreira Neto está ultimando os preparativos para lançar mais um livro de sua autoria: Reminiscências do Cinema Maranhense, que reúne duas pesquisas realizadas nas décadas de 1970 e 1980 sobre a introdução do cinema em São Luís e o ciclo audiovisual local desenvolvido naquelas décadas pelos cineastas atuantes na nossa região.

Segundo o autor Moreira Neto, esta nova obra apresenta os conteúdos dos livros “Primórdios do cinema em São Luís” e “O Cinema dos anos 70 no Maranhão”, acrescido de notas explicativas, um vasto acervo de fotos e recortes de jornais sobre o movimento cinematográfico veiculado nos jornais locais e um Prefácio primoroso do cineasta Murilo Santos.

Euclides esclarece que esta nova publicação foi pensada após o cineasta, fotografo e Professor Murilo Santos ter lhe alertado sobre a importância de recuperar o conteúdo de ambos os livros, que estavam com edições esgotadas e os mesmos apresentavam vastas informações sobre o desenvolvimento do cinema em São Luís e no Maranhão.

No Prefácio de “Reminiscência do Cinema Maranhense”, o cineasta Murilo Santos afirma que “Em ambos os livros tenho algum tipo de participação, direta ou indiretamente, na produção de fotografias que ilustram o primeiro ou em citações da minha produção cinematográfica nos anos 70 e 80, presentes no segundo. Entretanto, o mais importante é que o tempo foi construindo em mim uma preciosa relação afetiva com esses dois trabalhos”.

Diz ainda Murilo Santos que “Ao atender o convite de Euclides, companheiro de métier como superoitista, e o primeiro pesquisador do cinema maranhense, além de um dos mais produtivos realizadores “superoitistas” dos anos 70 e início de 80 do século passado no Maranhão, percebo que um pedaço da memória do cinema maranhense desse período está presente nas minhas próprias memórias, me provocando a reviver lembranças de uma época de muitos sonhos, esperanças e sabor de pioneirismo em nossas ações como cineastas e cineclubistas”.

O autor Euclides Moreira esclarece ainda que “o produto final das duas publicações que é objeto desta nova edição foi realizada em um momento que não dispúnhamos de recursos tecnológicos que facilitassem aos investigadores a ousar seus procedimentos conteudísticos, por isso ao acessar seus resultados verifica-se que a impressão de ambas foi feitas a partir de texto datilografados, no espaço dois, com corpo 12, incluindo ilustrações fotografias de originais impressos por meio de fotolitos, método já abolido há mais de 30 anos pelos modernos processamentos de impressão gráfica”.

O autor esclarece que está aguardando a confirmação da realização da Feira do Livro de São Luís para agendar o lançamento simbólico da obra, mas independente disso, o livro será disponibilizado par venda antecipada na Livraria da AMEI, no São Luís Shopping.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.