13/06/2024
Sem categoria

Lourdes Lacroix é a grande homenageada da 9ª Feira do Livro de São Luís

A professora e historiadora Lourdes Lacroix é a grande homenageada desta edição do evento, sendo a primeira mulher a figurar como patrona da história de Feira do Livro de São Luís
“Cidade livre, cidade do livro”. O tema é da nona edição da Feira do Livro de São Luís (FeLis), que movimentará o Centro Histórico da capital desta sexta-feira (02)  até o domingo, 11 de outubro,  sempre começando às 17h. Além do espaço montado exclusivamente para o evento, haverá programação nas ruas, praças e templos culturais. Ao longo de 10 dias, é esperado público de 200 mil pessoas. Abertura será às 19h, no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho (Praia Grande).

Entre os convidados deste ano, estão Antonio Carlos Secchin, João Gilberto Noll, Marcelo Yuka, Antônio Cícero, o escritor indígena Daniel Munduruku e outros. A patrona será a historiadora, professora universitária e escritora Maria de Lourdes Lauande Lacroix e as homenageadas, Raimunda Frazão (poeta e cordelista), Mairy Ferreira (professora universitária e bibliotecária), Alberico Carneiro (jornalista) e Mário Meireles (in memoriam). Nas palestras, serão abordados temas ligados à juventude, à questão da acessibilidade e sobre a questão da etnia.
A professora e historiadora Lourdes Lacroix é a grande homenageada desta edição do evento, sendo a primeira mulher a figurar como patrona da história de Feira do Livro de São Luís. Ela, que lecionou nas Universidades Federal e Estadual do Maranhão e tem publicados vários livros, entre eles, “Fundação Francesa de São Luís e seus mitos” e “São Luís do Maranhão, corpo e alma”, revelou que recebeu o convite com muita surpresa, uma vez que não se considera integrante dos meios intelectuais locais. “O convite muito me orgulhou, uma vez que os coordenadores da Feira estão prestigiando uma mulher e, ao mesmo tempo, uma professora maranhense. A meu ver, a Feira do Livro de São Luís é um dos momentos mais importantes que o governo municipal pode promover e o vejo como um importante incentivo à leitura, que é necessária à juventude”, disse Lourdes Lacroix.
Livro – Lacroix, que hoje coincidentemente está mudando de idade, participará do evento do início ao término. Logo após a solenidade de abertura, às 19h de hoje, ela falará um pouco sobre o que já escreveu e sobre os livros que publicou, e em seguida autografará sua última obra editada, intitulada “História da Medicina em São Luís. Médicos, Enfermidades e Instituições”. A obra é acessível, pois se trata de um passeio pela cidade de São Luís entre os séculos XVII e meados do século XX, procurando descobrir como se desenvolveu a arte de curar.
Exclusivamente para o evento, em toda a extensão da Rua Trapiche foram montados estandes para livreiros, que ocuparão ainda o estacionamento da Praça da Casa do Maranhão. Nessa praça, há estandes institucionais e espaços de leitura da Secretaria de Estado da Educação. As ações infantis acontecerão na Praça da Criança, com atividades propostas pela Secretaria Municipal da Educação. Na Praça Nauro Machado, serão realizadas ações do Sesc, um dos parceiros da iniciativa, ao lado da Vale, Fiema e secretarias estaduais.
Programação – Amanhã, a programação contará com a palestra do ensaísta e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), Antonio Carlos Secchin, substituto do teólogo e escritor Leonardo Boff – que faria a conferência de abertura da 9ª Feira do Livro de São Luís (FeliS) e cancelou sua participação no evento por recomendações médicas, devendo ficar em repouso e sendo expressamente proibidas viagens aéreas. A conferência será às 20h, no Auditório Lourdinha Lauande Lacroix
Na Praça da Faustina, serão realizadas ações do projeto “Rima Viva”, que é o espaço de cordel. Ainda será utilizado para atividades o prédio do Curso de História da Universidade Estadual do Maranhão, e também a Escola de Música Lilah Lisboa, este para dramaturgia. Também serão utilizadas salas do prédio do Centro de Capacitação Tecnológica da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia para palestras, oficinas e rodas de conversa.
A programação no Auditório Principal “Lourdinha Lacroix” será diversificada. No domingo, por exemplo, será proferida a palestra “A Cidade e os Livros – um percurso de pertencimento”, por Antonio Cícero. Na segunda-feira, será a vez de Flávio Soares, que às 20h, abordará o tema “Uma historiadora ludovicense: a figura e a obra de Lourdinha Lacroix”.
Serviço
O quê
Abertura da Feira do Livro de São Luís
Quando
Hoje, às 19h
Onde
Centro Histórico (em frente ao Cais da Sagração)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.