O radialista Adolfo Vieira, de 65 anos, morreu no início da noite de ontem, em sua residência no São Cristóvão vítima de infarto fulminante. Ele era irmão do radialista Juraci Vieira que faleceu no ano passado e tio do radialista Juraci Filho, da Rádio Timbira. Adolfo era funcionário da Semdel (Secretaria Municipal de Desporto e Lazer) e trabalhava como administrador do Estádio Nhozinho Santos.
‘Seu Adolfo’, como era mais conhecido, dedicou boa parte de sua vida ao futebol maranhense , em especial à administração do Estádio Municipal Nhozinho Santos e à crônica esportiva’, disse o secretário Raimundo Penha, lamentando o falecimento de Adolfo.
O presidente da Aclem (Associação dos Cronistas Esportivos do Maranhão), Tercio Dominici, também lamentou o falecimento prematuro do querido radialista Adolfo Vieira. ‘Era um profissional respeitável, que engrandeceu a crônica esportiva do Maranhão com trabalho brilhante e competente. Além de grande homem, tratava-se de um caráter com conduta ilibada. Adolfo Vieira representou muito bem a sua geração no rádio esportivo do nordeste, especialmente do Maranhão. Deixa uma lacuna profunda na imprensa esportiva local’, diss
e