26/05/2024

Professor do IFMA surta, agride jovem, invade prédio, quebra portão e acaba preso

Um verdadeiro surto que por muito pouco não terminou em uma tragédia na noite desta quarta-feira (24) no Edifício La Touche Residence, no bairro do Cohajap, em São Luís. O protagonista foi o professor de Historia do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Ariel Tavares Pereira.

Conforme apuração do Blog do Domingos Costa, o docente foi ao prédio participar de uma reunião no apartamento de uma amiga no 12º andar, e quando o encontro terminou, o professor seguiu para fora do edifício. Já na parte da frente, ele encontrou um jovem com uma camisa amarela da Seleção Brasileira. Ariel questionou se o morador era “bolsonarista” e, diante da afirmativa, começou uma série de insultos contra o rapaz.

Ariel Tavares estava acompanhado do também professor do IFMA Rômulo Rauta e de outra amiga professora de nome Suely, que tentaram alcamá-lo. Todos aparecem nas imagens de vigilância do prédio. Os insultos do professor contra o jovem resultou em agressão física. Ele partiu para cima do morador com chutes e socos.

– Invasão ao prédio

Mesmo agredido, o morador do Edifício La Touche Residence conseguiu fugir dos ataques e entrou no prédio, se escondeu na guarita onde fica o porteiro. Mas, não satisfeito, Ariel Tavares Pereira correu, arrombou o portão e adentrou o La Touche Residence para continuar as agressões contra o jovem.

Pelos vídeos, é possível perceber que em todos os atos, o professor do IFMA Rômulo Rauta tenta conter o colega que parece nitidamente estar sob efeitos alucinógenos. Ele chega a se debater pelo chão.

Com a gritaria, moradores desceram para saber o que estava acontecendo e também foram insultados por Ariel Tavares Pereira.

A Polícia Militar foi chamada e só conseguiu levar o professor para a Delegacia com a ajuda de outra guarnição. Os PMs tiveram que imobilizá-lo e algemá-lo com ajuda de moradores. Colocado dentro da viatura, ele ainda se debateu e depredou o veículo, como mostra o vídeo acima. A confusão no Edifício La Touche Residence durou mais de uma hora.

– Confusão no hospital e na delegacia

Os Policias Militares primeiro levaram o professor para o Hospital Municipal Djalma Marques, “Socorrão I” para fazer curativos. Contudo, na unidade de saúde, Ariel Tavares Pereira insultou um médicos e duas enfermeiras, chamando os profissionais de “analfabetos funcionais”, entre outros desaforos.

Já no Plantão Central Cajazeiras, o professor do IFMA arrumou mais confusão. Desta vez, com o escrivão da delegacia. Ariel Tavares começou a destratá-lo e intitulá-lo de “capitão do mato”, branquelo e escárnio da sociedade e “burguês”, ele também quebrou objetos da Delegacia. E, em seguida, acabou preso por ordem do delegado de plantão.

Blog do DC apurou que a confusão durou até às 7h da manhã, quando um irmão do professor, que seria advogado, chegou ao local, pagou a fiança e liberou ele. Ariel Tavares responderá por diversos crimes como invasão como invasão de domicílio (art. 150 § 1º do CPB), lesão corporal (art. 129 do CPB), calúnia ( art. 138 do CPB), difamação (art. 139 do CPB), ameaça (art. 147 do CPB) e dano (art. 163 §único do CPB).