19/04/2024

Público se diverte em mais uma noite no Arraial da Cidade, na Maria Aragão

A programação junina no Arraial da Cidade, organizado pela Prefeitura de São Luís na Praça Maria Aragão (Beira-Mar), foi retomada na quarta-feira (14), atraindo, principalmente, as famílias ao espaço. A noite foi animada por cinco manifestações da cultura popular maranhense, além do arrasta-pé no Barracão do Forró. A festança seguiu nesta quinta-feira (15), sexta-feira (16), sábado (17) e domingo (18), a partir das 19h.

O tablado de apresentações de grupos folclóricos foi ocupado pela Dança do Boiadeiro Cavalheiros Unidos, do bairro São Cristóvão, primeiro grupo convidado da noite de quarta-feira. A dança existe há 29 anos e os passos são executados por 10 casais.A coordenadora, Evelyn Andressa, explicou que os bailarinos se preparam o ano inteiro.

“É que nós não nos apresentamos somente no São João, mas, também, em outras datas comemorativas e em festejos de igrejas. Hoje, estamos fazendo uma apresentação especial neste arraial lindo e muito organizado”, elogiou.

Depois, entrou a Companhia Batuk do Mará, do bairro Liberdade, que anima o São João há três anos, apresentando todos os sotaques do bumba meu boi, coco, quadrilha e lelê. Os bailarinos recebem os comandos da banda e fazem um passeio dançante pelas diferentes regiões do Maranhão.

“Nós estamos na maratona de apresentações e hoje é a vez do Arraial da Praça Maria Aragão, onde não poderíamos deixar de nos apresentar. Esta semana, por exemplo, nós estaremos também em outros arraiais, de sexta-feira a domingo”, informou Maurício Alldama, presidente da companhia.

Bois

Os integrantes do Boi Meu Tamarineiro fizeram sua estreia no tablado na edição deste ano logo na sequência. A manifestação folclórica, primeiro boi de orquestra de São Luís, ficou conhecida pela toada “Rosa Amarela”, gravada por vários artistas maranhenses. A apresentação animada agradou ao público presente.

É a primeira vez que vejo esse boi. Está maravilhoso”, opinou Regina Bentes, que assistia na área reservada para cadeirantes e idosos.Os bois da Floresta e Axixá encerraram a noite. O primeiro representando os ritmos da Baixada Maranhense, e o segundo, o sotaque de orquestra, sendo um dos mais tradicionais da capital maranhense.

Coordenado por Leila Naiva, o grupo encantou a plateia com sua graciosidade e a cadência do bailado, além, claro, das toadas emblemáticas deixadas como legado por Francisco Naiva.

No Barracão do Forró, a quarta-feira seguiu no embalo dos grupos Forró Top Xot e do Trio Mandacarú. Além disso, o público aproveitou a tranquilidade da quarta-feira no Arraial da Cidade para se deliciar com a comida típica comercializada nas barracas.

“Vim trazer a minha mãe para ver os grupos e jantar. Ela adora arraial e durante a semana é mais tranquilo, já que não lota muito”, disse a professora Kátia Gonçalves.

Comida típica

Ana Carolina Sousa Frazão, da Barraca Tempero da Lua Black / Box Bartender, contou que o movimento tem sido muito bom desde as primeiras noites de festança.

“É o nosso segundo ano no Arraial da Cidade e estamos gostando bastante e comercializando diversos tipos de comida típica, como arroz de cuxá, arroz de marisco, arroz branco, camarão empanado, vatapá, torresmo e por aí vai. Os turistas adoram, pois estamos recebendo tanto brasileiros quanto estrangeiros”, disse Ana Carolina Frazão.