19/04/2024
Sem categoria

Vidotti e Fransouffer promovem exposição em espaços da Func

As artes plásticas estarão em alta no mês de novembro com a abertura de duas grandes exposições em São Luís. Os vernissages dos artistas plásticos Fábio Vidotti e Fransoufer acontecerão nos dias de 04 e 05 de novembro. A promoção é da Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func).
A primeira mostra que será aberta no dia 04, às 17 horas, na Galeria Zaque Pedro, é do escultor e artista plástico Fábio Vidotti. Na exposição “Impressões de Vidotti”, o público poderá conferir dezessete telas e três painéis de reciclagem feitos com sucata de computador. Nas telas foi utilizada a técnica de “óleo sobre tela”, alternado entre espátula, pincel e as próprias mãos, que já marca do artista. Com diversas dimensões, as obras retratam cenas de São Luís, como casarões e antigas fábricas do Anel Viário, Praia Grande, Praça dos Pescadores, além de cenas estilizadas da Beira Mar.
“Apresento ao publico maranhense minhas novas criações e experimentações na arte. O público que visitar a galeria Zaque Pedro poderá reafirmar que minha trajetória na arte é incansável. E, também não poderia deixar passar em branco minha presença em homenagem ao Dia da Cultura que comemoramos essa semana”, comenta Vidotti.
A segunda mostra será aberta no dia 05, às 19 horas, no anexo da Oficina Escola, e é do artista plástico Fransoufer. Intitulada de “Pinturas Recentes”, é composta por trinta quadros de grandes dimensões (1,60 x 1,60 m) cada, com temas variados que vão da Mitologia Grega a cultura popular. De estilo próprio e inconfundível, Fransoufer utiliza a técnica “acrílico sobre tela”.
“Dessa vez, eu me dei o luxo de inovar. Estou fazendo agora a minha primeira ‘Bienal’. Faz dois anos que não exponho, e a minha intenção agora é expor assim, a cada dois anos. Simultânea a essa exposição haverá pequenas mostra em outras galerias da Cidade”, explica Fransoufer.
Desde 2009, a Func mantém vivo o ímpeto criativo e a força do legado dos nossos artistas plásticos, com iniciativas que trazem grandes exposições de arte, movimentando o calendário artístico e a agenda cultural da cidade.
“As exposições de arte proporcionam aos artistas plásticos, designers, fotógrafos e pessoas da área, a possibilidade de transferir e trocar experiências e experimentações através de suas expressões de artes. E, o principal favorecido é o público que, por meio das linguagens artísticas, adquirem conhecimento e cultura suficientes para se tornarem sujeitos capazes de opinar sobre esse universo simbólico”, destaca o presidente da Func, Euclides Moreira Neto.
As exposições estarão abertas, gratuitamente, ao público e podem ser conferidas até 30 de novembro, no horário de 9h às 12h e de 14h às 18h. A Galeria Zaque Pedro fica na Rua do Ribeirão, 395 – Centro; E, a Oficina Escola, na Praia Grande, em frente ao Terminal de Integração.
SOBRE OS ARTISTAS:
Fábio Vidotti Filho é descendente de italianos, nascido em 1955, na montanhosa Belo Horizonte (MG), numa família de oito irmãos. Iniciou sua trajetória artística aos 14 anos, quando começou a se envolver com desenhos da época. Apesar de não possuir curso superior, o artista participou de diversos movimentos culturais de diversas linguagens. Já morou em São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Desde 1982 fixou residência em São Luís e conquistou o seu espaço dentro das artes plásticas do Maranhão. Apaixonado por São Luís, Vidotti descobriu primeiro na escultura o seu amor pelas artes plásticas. Em sua trajetória já conta com mais de 30 exposições de pintura e 17 exposições de escultura. Em setembro de 2009, o artista recebeu mais uma premiação. Vidotti foi o vencedor do 32° concurso Literário e Artístico Cidade de São Luís – prêmio Zaque Pedro, com a escultura “Arco de Guerra”. Seu trabalho ficou empatado em primeiro lugar com a obra “O Devir da Poltrona”, pintura de José Almir Valente Costa Filho.
Francisco Sousa Ferreira nasceu em Jaburu, povoado de Bequimão. O seu nome artístico é a mistura dos seus três nomes, resultando em Fransoufer. Entre os 11 e 13 anos, foi transferido da escola que estudava, na sua cidade, para o Grupo Escolar Alberto Pinheiro, em São Luis. Na escola uma professora da disciplina Trabalhos Manuais viu que ele tinha habilidade e o incentivou a fazer trabalhos no próprio colégio, depois na Biblioteca Benedito Leite e em pequenas galerias, e assim ele foi se destacando. Aos 17 anos decidiu expandir seu trabalho e foi em busca disso em Brasília/DF. Lá fez um curso de desenho, no Elefante Branco, atual UNB (Universidade de Brasília), e começou a participar de exposições e também a ganhar prêmios. No currículo do artista, mais de noventa exposições coletivas e individuais no Maranhão, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza, Teresina, Rio Grande do Sul, Goiás, Pará, Minas Gerais, além de países como Bélgica, onde foi Menção Honrosa no V Salão Internacional de Artes Plásticas. Fransoufer também tem sido reconhecido pela comunidade científica maranhense. Já foi tema de duas monografias do curso de Educação Artística da Universidade Federal do Maranhão. Os trabalhos mostram, com riqueza de detalhes, a trajetória artística de Fransoufer, destacando o aspecto sócio-econômico e cultural de suas mais recentes atividades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.