20/05/2024

Zeca Baleiro e Lucas Sá são destaque em festival de cinema internacional

Com videoclipe rodado em São Luís, e dirigido por Lucas Sá, e a assinatura de Zeca Baleiro na trilha sonora de filme selecionado para a Mostra Longas Ficção Mercosul, o MA é representado na 25ª edição do Festival Internacional de Cinema Florianópolis.

 Marcado para acontecer do dia 23 a 29 de setembro, a 25ª edição do Festival Internacional de Cinema Florianópolis Audiovisual Mercosul, FAM, traz como destaque dois artistas maranhenses, que trouxeram novidades para o mundo da música e audiovisual, e ainda incluíram o cenário ludovicense em suas obras.

Transformando a música em um complemento para a narrativa de filmes, o músico Zeca Baleiro, junto com Sérgio Fouad, assina a trilha sonora de “Achados não Procurados”, filme selecionado para a Mostra Longas Ficção Mercosul. Produzido pela Penna Filho Produções, o longa ambientado em Florianópolis, fala de corrupção e da exposição na internet.

“Foi um processo muito prazeroso, que começou com uma visita minha ao set em Florianópolis e se estendeu pelo período da pandemia de forma virtual. Eu e Sergio Fouad, músico e produtor, co-autor da trilha, enviávamos os temas à Fabi e íamos ajustando conforme seus comentários e sugestões”, conta o músico a O Estado.

Zeca também comenta, que durante esse momento de pandemia e instabilidades, as produções artísticas são formas de destacar não só a cultura maranhense, mas toda a arte brasileira, que vêm sendo hostilizada por todo o país. “Acho que o destaque é para a produção brasileira em geral. Neste momento em que arte e cultura estão sendo demonizados, faz-se importante participar de festivais como esse e ampliar a visibilidade do nosso cinema”, relata.

“É importante frisar que nesse momento que a cultura do país está tão devastada, se torna ainda mais necessário que a gente prestigie eventos dessa natureza e reafirme nosso amor, a nossa fé, nas artes brasileiras. Prestigiar eventos como esse também é uma forma de resistir”, conclui o músico.

Já no cenário do audiovisual e da música, quem se destacou no FAM foi o diretor de cinema maranhense Lucas Sá. O videoclipe Sinal Fechado, com trilha sonora original de Getúlio Abelha, foi gravado em São Luís (MA) e viaja entre sentimentos românticos e a nostalgia de uma estética do terror trash retro futurista.

“Eu já conhecia o Getúlio Abelha e sempre entramos em contato para produzirmos algo juntos, então desde 2019 nós começamos a nos reunir para gravar esse videoclipe, que teve um orçamento de uma produção pequena, mas conseguimos reunir uma equipe bem legal, praticamente toda maranhense que conseguiu dar vida a esse projeto”, conta Lucas Sá.

O clipe, que foi gravado em outubro de 2019 e lançado em março de 2020, está participando da Mostra de Videoclipes do FAM, e é classificado com suspense. O diretor comenta que para esse clipe, ele usou como inspirações referências que já são comuns em seu trabalho, como cinema de fantasia, terror, suspense e, principalmente, filmes dos anos 70 e 80. Lucas também fala sobre sua relação com a produção local e a importância de incentivar a cultura maranhense.

“É muito gratificante, eu tive que estudar cinema fora, no Rio Grande do Sul, e hoje nós temos aqui em São Luís muitos cursos e escolas de cinema que possam incentivar a produção maranhense. Eu sempre tentei fomentar essa cultura do cinema no Maranhão, não só produzindo meus próprios projetos, mas também participando de festivais de cinema e trazendo atenção para a produção local. Então ver essa produção maranhense, que tem crescido muito, se destacando em festivais nacionais e internacionais é muito gratificante, me deixa muito feliz”, relata.

O Festival

Criado em 1997, a Panvision deu vida ao Florianópolis Audiovisual Mercosul – FAM, festival que se consagrou como um dos acontecimentos audiovisuais mais importantes do Sul do Brasil e que agora celebra sua 25ª Edição. Em todos esses anos, o FAM conquistou o reconhecimento do público e da classe pelo trabalho de difusão cultural das diversas cinematografias do Brasil e dos países do Mercosul.

Pelo segundo ano consecutivo, devido à pandemia, o Festival é realizado no formato on-line com diversos filmes de diferentes países do Mercosul com direito a estreias nacionais e mundiais. O evento será de 23 a 29 de setembro e poderá ser assistido, gratuitamente, nos países da América do Sul, através do site famdetodos.com.br

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.