13/06/2024
Sem categoria

Artista gráfico José de Ribamar Cordeiro Filho apresenta, na Feira do Livro de São Luís, a coleção “Pregoeiros e Praças de São Luís”

Ilustrações de Cordeiro Filho mostram os pregoeiros
Jornal O Estado do Maranhão – EVANDRO JÚNIOR/ 
Entre becos, vielas e ladeiras íngremes, seguem os pregoeiros com suas cantigas ritmadas, poéticas e criativas. Tudo para agradar a freguesia. Em São Luís, o trabalho desses espirituosos vendedores ambulantes, cantados por João do Vale e Antônio Vieira em sua obra, ainda resiste ao tempo, apesar da modernidade. Figuras interessantes, folclóricas e tradicionais retratadas no trabalho do artista gráfico José de Ribamar Cordeiro Filho, que na nona edição da Feira do Livro de São Luís apresenta uma reedição de sua coleção “Pregoeiros e Praças de São Luís Antiga”, à disposição nos estandes das Livrarias Vozes e Poeme-se.

São 10 peças em formato A4, com desenhos mostrando oito pregoeiros em ação e dois cenários marcantes da Ilha do Amor. Para Cordeiro Filho, é uma releitura focada na valorização desses profissionais autônomos, que apesar das dificuldades, trabalham com bom humor e satisfação para ganhar a vida. Um pregoeiro não se resume ao seu produto. É ele um cantor desafinado ou, talvez, um repentista de ocasião. Seus cânticos exaltam as qualidades dos seus produtos e podem ser ouvidos à distância.
“Acredito que a capital maranhense é uma das poucas onde ainda se consegue cruzar com um desses pregoeiros pelas ruas. Alguns ainda resistem ao tempo, mantendo um ofício que, de certa forma, caracteriza o modo de vida dos maranhenses”, diz.
Coleções – O trabalho do artista gráfico voltado para essa temática é vasto e curioso. Ele tem quatro coleções com mais de 50 desenhos. A primeira coleção saiu em 2000 e mais tarde ele daria continuidade ao trabalho. O catálogo disponível na Feira do Livro inclui dois desenhos de Galdêncio Cunha, paraense que viveu entre as décadas de 1890 e 1920 no Maranhão, tendo desenvolvido importantes registros fotográficos. As paisagens, retratando a cidade no século passado, foram coloridas por Cordeiro Filho.

Maranhense da capital, formado em Desenho pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), aposentado da Funasa, José de Ribamar Cordeiro Filho trabalhou por décadas como desenhista na antiga Sucam, elaborando croquis para mapear o roteiro dos servidores “mata-mosquitos”. Atualmente, divide seu tempo entre o trabalho como diretor do departamento de Documentação da Câmara Municipal de São Luís e os desenhos, charges. Ele assina o site cordeiroart.com.br.
Lançamento – Ainda na Feira do Livro, o pesquisador Álvaro Urubatan, o Vavá Melo, lançará hoje, às 20h, na Casa do Escritor, o livro “Dom Luís de Brito: o Político, o Orador, o Revolucionário, o Pedagogo”. A biografia descreve em 130 páginas a vida e obra de um dos maiores pensadores do Maranhão, nascido em São Bento, e que influenciou gerações de escritores e pensadores. Prefaciado por Conceição Rapôso, o livro foi produzido de forma independente e será vendido por R$ 30,00. A obra relembra o centenário de morte de Dom Luís de Brito.
Álvaro Urubatan (Vavá Melo) é pesquisador e bancário aposentado. Ele tem 10 livros lançados. Entre suas obras inéditas e ainda não lançadas estão “Centenário de nascimento de Fernando Viana” e “Setenta anos de José Sarney”.
Serviço
O quê: Coleção “Pregoeiros e Praças de São Luís Antiga” e “Dom Luís de Brito: O Político, o Orador, o Revolucionário, o Pedagogo”
Quando: Até domingo (coleção) e hoje, às 20h (livro)

Onde Feira do Livro de São Luís (Praia Grande)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.