20/04/2024

Beto Pereira abre exposição ‘Dias de Gonçalves e Poesia’ para comemorar os 200 anos de nascimento do poeta

Como parte das comemorações aos 200 anos do poeta maranhense Gonçalves Dias, o Governo do Maranhão abre na próxima terça-feira (18), às 19h, no Convento das Mercês, a exposição “Dias de Gonçalves e Poesia”, que versa sobre os marcos da trajetória de vida do poeta, advogado, jornalista, etnógrafo e teatrólogo expoente do romantismo brasileiro.

A exposição, realizada por meio da Fundação da Memória Republicana Brasileira (FMRB), reúne obras inéditas do artista plástico Beto Pereira. São 11 telas de 130X130cm e uma de acessibilidade para pessoas com deficiência visual, com alto relevo acompanhado de áudio descrição. Cada obra será concomitante, ainda, de um QR Code que direciona para uma música composta exclusivamente para aquela tela, com letra de Josias Sobrinho e melodia de Betto Pereira.

A iniciativa inovadora também oferece a experiência com óculos de realidade virtual, promovendo aos visitantes um passeio virtual em um dos cenários da tela que compõe a exposição, promovendo maior interação e experiência à vida e obra do poeta.

Para criar as telas, Betto Pereira realizou, junto ao curador Carlos Dimuro e à produtora Rose Carvalho, um minucioso trabalho de pesquisa. As telas, pinceladas sob a técnica acrílica sobre tela, são resultados de quatro meses de intensa produção criativa que envolve o abstrato e o figurativo.

“Assim que recebi o convite do presidente da Fundação, Kécio Rabelo, fui logo pensando nesse processo de criação, selecionando poemas, fatos marcantes, histórias de amor, personagens emblemáticos dos seus livros, suas lutas. Todo esse material serviu de base para a construção dos cenários das telas”, afirmou a artista.

Para o presidente da FMRB, Kécio Rabelo, “a vida de Gonçalves Dias é uma verdadeira epopeia, que versa, de certa maneira, um pouco da vida de tantos do Maranhão que, em busca de espaço ao sol, aventuram-se. A brava insistência pela realização de si, nutrida pela inquietação genuína da juventude que fez de Gonçalves Dias o ‘esperançoso menino do Maranhão’”, elogiou.

“Regressar à vida e obra do poeta maranhense através dos fortes traços e vibrantes núcleos de Betto Pereira é redesenhar a nossa memória, como que um tributo, tardio talvez, mas nem por isso menos solene, chegando a que cantou as belezas de sua terra, enamorado por suas cores e ritmos em uma composição infinita, eternizada no triângulo intrigante das águas mornas do Maranhão. É desta casa, morada da democracia que, 200 anos depois, emanam Dias de Gonçalves e Poesia”, finalizou o presidente. (Fonte/Secom Governo do Maranhão)