19/06/2024
Sem categoria

Gráfica do Senado é foco de salários altos, diz TCU

De 464 que recebiam além do teto, 130 eram do setor

DE BRASÍLIA

Servidores da gráfica do Senado concentram grande parte dos supersalários pagos na Casa, segundo uma auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União) divulgada ontem pelo site do “Congresso em Foco”.
O levantamento do tribunal foi realizado em 2009 e aponta que dos 464 servidores que recebiam acima do teto constitucional, 130 estavam lotados no setor. Na época, o teto era de R$ 24.500.
Outros 110 servidores que ultrapassavam o teto trabalhavam no Prodasen e 224 em diversos quadros.
A lista inclui ainda a secretária-geral da Mesa, Cláudia Lyra, e a diretora-geral Dóris Marize Peixoto.
O Senado não quis se manifestar sobre a auditoria. Para falar sobre a remuneração da atual diretora-geral, a assessoria indicou a Primeira-Secretaria, de responsabilidade de Marta Suplicy (PT-SP), que não retornou.
De acordo com o TCU, a maior remuneração paga na época era do consultor aposentado Osvaldo Maldonado Sanches. Ele acumulava a aposentadoria de R$ 23,8 mil do Senado com o salário de R$ 22 mil da Câmara, onde atua como consultor de Orçamento. Ele não foi localizado pela reportagem.
O levantamento do TCU aponta para um gasto anual de R$ 157 milhões no Senado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.