14/04/2024

Polícia Civil do Maranhão prende 4 suspeitos de crime contra motoristas de serviço de transporte por aplicativo

A Polícia Civil do Maranhão deflagrou a Operação App, na Grande Ilha de São Luís, para o cumprimento de mandatos de busca, apreensão e prisão de suspeitos de roubos a motoristas de serviço de transporte por aplicativo. Em menos de 24h, a ação resultou na captura de 4 investigados pelo cometimento deste tipo de crime. O Sistema de Segurança Pública do Maranhão seguirá com as operações preventivas contra organizações criminosas para combater a criminalidade.

Nesta terça (1), a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), vinculada à Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), deu cumprimento a 6 mandados de busca e apreensão e 3 mandados de prisão preventiva contra assaltantes de motoristas que prestam o serviço de transporte por aplicativos. A operação teve o apoio ainda da 12ª e 13ª delegacias de polícias, DRF e seccionais Leste, Norte e Oeste.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Maurício Martins, destacou o trabalho realizado pela Polícia Civil para prender os criminosos. “A Polícia Civil vem dando respostas firmes contra o crime em todo o estado. O Sistema de Segurança do Maranhão trabalha para desarticular grupos criminosos, prevenindo a ocorrência de novos crimes. Nossas forças policiais não param, trabalham 24h para prevenir a violência. Esse é o objetivo do nosso trabalho, garantir segurança à população”, afirmou.

Operação App

No Bairro João de Deus, em São Luís, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em endereços relacionados a associação criminosa composta por quatro indivíduos que, em julho, praticaram roubo contra um motorista de aplicativos.

O crime aconteceu na manhã do dia 18 de julho, quando dois homens, que solicitam corrida se passando por clientes, renderam e assaltaram a vítima. A ação ocorreu na Avenida Santos Dumont. Os criminosos utilizaram facas para ameaçar o motorista, usando de extrema violência, chegando a colocar a faca no peito e pescoço do condutor.

A vítima foi colocada no porta-malas do carro, e em seguida outros dois criminosos embarcaram no veículo, que foi utilizado pelo grupo para o cometimento de outros crimes na capital maranhense.

Toda a ação foi gravada pela câmera interna do veículo, o que possibilitou a rápida identificação dos envolvidos pelo sistema de reconhecimento facial criminal do Instituto de Identificação do Maranhão (IDENT), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP).

Um dos quatro criminosos foi preso durante a ação da Polícia Civil no bairro João de Deus. Outros dois investigados pela participação neste caso já foram identificados e estão com prisões decretadas pelo Poder Judiciário, após representação da Delegacia de Roubos e Furtos.

Mais prisões e apreensões

No bairro Bob Kennedy, em Paço do Lumiar, a Polícia Civil cumpriu mais dois mandados de busca e apreensão e outros dois mandados de prisão preventiva contra um casal investigado por crime de roubo contra um motorista de transporte por aplicativo, ocorrido em abril deste ano. A vítima foi mantida em cárcere privado por cerca de quatro horas.

Um terceiro investigado, também alvo da Operação “App”, ainda não foi localizado, mas já está com prisão preventiva decreta.

Com as prisões ocorridas nesta terça-feira (1) durante a Operação App, o Sistema de Segurança do Maranhão contabiliza a prisão de 11 suspeitos de assalto contra motoristas de aplicativos.

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil, Jair Paiva, as diligências para prender os criminosos alvo da ação desta terça continuarão, e serão realizadas pela Delegacia de Roubo e Furtos. “A Polícia Civil investiga todos os casos de crimes contra motorista de aplicativo. Vamos continuar com a força-tarefa policial com o intuito de localizar a efetuar a prisão de todos os envolvidos”, garantiu.

Denúncias

A Polícia Civil disponibiliza dois canais para que a população possa realizar denúncias que ajudem na identificação e localização de criminosos. O total sigilo do denunciante é garantido pelas Forças de Segurança do Maranhão.

As denúncias podem ser feitas pelo WhatsApp (98 98418-5661) e o Disque-denúncia (181).